Uma manifestação pacífica tomou conta do Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), na manhã deste sábado (27). Além de demonstrar apoio a João Fantazzini, tutor do cão Joca, que morreu enquanto era transportado de São Paulo para o Mato Grosso, o grupo também pediu que o transporte de animais em aviões seja revisto no Brasil. 

manifestacao-caes-aeroporto-afonso-pena-1
Foto: Colaboração/Thiago Taffarel.

Ao todo, cerca de 100 pessoas participaram da manifestação, que tomou conta do saguão principal do aeroporto. Além de Curitiba, o mesmo ato foi feito em outras sete cidades Brasil afora, entre elas São Paulo, Rio de Janeiro, Natal e Salvador.

A Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, notificou, na terça-feira (23), a Gol Linhas Aérea S.A. para que a companhia preste esclarecimentos sobre a denúncia da morte de Joca.

Apesar disso, o movimento também cobra que seja revisto o transporte de animais em aviões Brasil afora.

“É um movimento, uma manifestação, para que tenha uma resolução da Anac ou um decreto para que não deixe na mão das companhias decidirem como os animais serão transportados. Transportar animal em um compartimento é insalubre”

disse o protetor Thiago Taffarel, que participou da manifestação.
manifestacao-caes-aeroporto-afonso-pena
Foto: Colaboração/Thiago Taffarel.

Conforme Thiago Taffarel, que atua na causa animal, os animais deveriam ser transportados junto de seus tutores.

“Mas não basta só alterar a lei, os funcionários e as companhias têm que estar preparados para essa mudança também”.

“Tem que haver um local específico para que o pet viaje, junto com o tutor. Nem que seja isolado, mas de um jeito digno”

destacou Mariza, que também coordenou o ato.

O mês de abril é marcado pelo “abril laranja”, que é o mês de prevenção contra a crueldade animal. O grupo aproveitou o que aconteceu para mostrar que depende de todos o cuidado com a causa.

“É importante que essa campanha siga em frente para que não sejam ceifadas novas vidas dessa forma. Que o transporte de animais seja alterado”.

manifestacao-caes-aeroporto-afonso-pena-2
Foto: Colaboração/Thiago Taffarel.

Gol suspendeu transporte

Após a morte do cão Joca, um golden retriever enviado para o aeroporto errado, a Gol Linhas Aéreas suspendeu por 30 dias a venda do serviço e o transporte de cães e gatos nos porões de aeronaves. Segundo comunicado da empresa, a medida afeta quem leva os animais de estimação na cabine.

De acordo com a companhia, a suspensão, que dura de quarta-feira (24) até 23 de maio, servirá para que a companhia se dedique totalmente a concluir a apuração sobre o caso do golden retriever.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Após morte de Joca, tutores de cães protestam no Aeroporto Afonso Pena pedindo mudanças no transporte de animais

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.