Um vídeo emocionante ganhou as redes sociais de Curitiba ao longo desta terça-feira (21), em pleno feriado de Tiradentes. Nas imagens, um paciente deixa o Hospital Sugisawa e é recepcionado aos aplausos por uma comitiva de profissionais da saúde e ambulâncias. Sem segurar o choro, o enfermeiro Cássio Luiz Montanheiro, de 45 anos, mostra como os últimos 11 dias foram difíceis, mas de muita luta contra a Covid-19.

Funcionário da área de gestão da Unimed Curitiba e pai de três filhos, Montanheiro começou a apresentar sintomas respiratórios no último dia 8. Ao dar entrada no hospital, no dia 10, foi direto para a UTI.

Glauciane Araújo Montanheiro é esposa de Cássio e conta que o internamento provocou momentos de muita tristeza e medo para toda a família. “Com os sintomas, ele já foi incluído no protocolo da Covid-19 e levado para a UTI, o que foi um momento muito difícil para mim, já que nem pude me despedir. Os médicos nem mesmo esperaram o resultado e já começaram o tratamento com cloraquina e antibiótico. O que posso dizer é que essa é uma doença terrível e mexe com o psicológico de todos. Eu e minha família estamos encerrando a quarentena agora”, comentou.

Durante o internamento, Glauciane admite que chegou a acreditar no pior. “São dias angustiantes, de exercitar a fé em Jesus e de acreditar que aquela equipe maravilhosa faria o melhor. No meio desse internamento, teve um dia que o Cássio já estava no quarto e precisou retornar para a UTI, foi quando caímos no choro e não sabíamos se ele ia voltar. Mas graças a Deus ele entrou na estatística dos recuperados, já que os próprios médicos dizem que foi um milagre”, contou.

Com a alta, Cássio foi recebido por amigos e colegas de trabalho. Os vídeos viralizaram nas redes sociais.

“Fique em casa”

Em casa com o marido e os três filhos, Glauciane ainda fez um apelo. “Quem puder ficar em casa, fique em casa, principalmente idosos e crianças. Sei que muita gente precisa trabalhar, lógico, mas essa doença é terrível e judia muito. Infelizmente é uma incerteza diária”, concluiu.

Desde o primeiro caso confirmado em Curitiba, 129 pessoas precisaram de internamento devido a complicações causadas pela infecção pelo novo coronavírus – 57 continuam hospitalizadas, sendo 35 em UTI e 19 necessitando ventilação mecânica.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Após 11 dias internado por Covid-19, enfermeiro recebe alta e é recebido com aplausos em Curitiba

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.