Nove anos após o confronto histórico entre professores e a Polícia Militar (PM), em uma ação que ficou conhecida como a ‘Batalha do Centro Cívico’, professores e demais servidores da educação protestaram em memória da simbólica data, em frente à sede da Secretaria de Estado da Educação do Paraná (SEED), no bairro Guaíra, em Curitiba, nesta segunda-feira (29). Autoridades políticas também estiveram presentes no ato ocorrido na capital.

Batalha Centro Cívico professores Curitiba
Servidores da educação protestam em memória do 29 de Abril, data que marcou confronto entre professores e forças de segurança no Centro Cívico. Foto: Reprodução/Instagram @professorlemos

Mário Sérgio Ferreira de Souza, professor e membro da diretoria executiva nacional da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), comentou à Banda B a importância da ação. Ele a classificou como um ‘massacre àqueles que defendiam os interesses da escola pública’.

Hoje, passado nove anos, o ataque à escola pública piorou nos anos seguintes, em 2016, 2017, 2018 até 2022, de uma maneira afrontosa. Aqui no Paraná, continuamos [enfrentando] até hoje projetos de privatização de escolas públicas. É algo ideológico do atual governo. É importante que a sociedade saiba que o dia 29 foi físico, mas, hoje, nas escolas, há perseguição física, política e pedagógica. (…) Vivemos um momento em que a educação pública precisa que a sociedade se posicione, para que ela volte a ter qualidade referenciada.

Mário Sérgio Ferreira de Souza, professor e membro da diretoria executiva nacional da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

A deputada estadual Ana Júlia Ribeiro (PT) também participou do evento. Ela destacou a necessidade de haver um amplo debate contra ‘os desmontes que a educação tem sofrido neste último período’.

É um momento em que a gente precisa firmar uma educação pública sem violência, mas com qualidade. Sem plataformas, valorizando os professores, valorizando os livros, estudantes e uma formação integral, humana e cidadã, que dê emancipação aos estudantes e os transformem em cidadãos ativos, participativos da sociedade.

Ana Júlia Ribeiro (PT), deputada estadual.

Além da capital, os atos promovidos pela Associação dos Professores do Paraná (APP-Sindicato) aconteceram em diferentes cidades do Estado

O histórico 29 de Abril

A ‘Batalha do Centro Cívico’ ocorreu no dia 29 de abril de 2015. Na ocasião, servidores públicos se reuniram em frente à Assembleia Legislativa do Paraná para protestar contra o projeto de lei que alterou o fundo previdenciário.

A ação da PM para impedir que o protesto avançasse para a Casa Legislativa contou com uso de mais de 2 mil balas de borracha, cães, mil bombas de efeito moral e deixou 213 pessoas feridas.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

29 de Abril: professores e servidores da educação relembram confronto histórico contra a PM em Curitiba

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.