Não é de hoje que o processo artístico em Curitiba tem sido alvo de momentos retrógrados quando a arte expressa a sua funcionalidade em denunciar e desmistificar os arrojos culturais. Eu Acho Curitiba Bem Legal, traz à tona, a linha tênue, entre a crítica e homenagem, no Teatro Zé Maria, a partir das 20h, com 14 artistas em cena e estreia neste sábado (29), com entrada gratuita.

Com mais de 25 profissionais na equipe, em cena, 14 artistas apresentam “Eu Acho Curitiba Bem Legal”, no mês de aniversário da cidade. (Foto: Juliana Biancato)

“O espetáculo é uma maneira irreverente de louvar o ‘tipo curitibano’ com uma crítica mordaz, letras provocativas, e ao mesmo tempo, cômicas e lúdicas”, deixa claro a cantora, compositora e diretora artística do espetáculo, Kátia Drumond.

Bolero, soul, blues, jazz e rumba, são algumas das referências sonoras que compõem a trilha sonora do espetáculo. Além de Kátia Drumond, os compositores, There Drumond, Ricardo Verocai, Luiz Felipe Leprevost, Octávio Camargo e Chiris Gomes, assinam as dez músicas de Eu Acho Curitiba Bem Legal.

“Curitiba pode ser legal se tiver música, cultura, arte na rua, parcerias, as pessoas se misturando. Tem uma parte da cidade que tá muito ‘chatona’, mas cantá-la, mesmo que de modo crítico, é necessário”, incentiva, Luiz Felipe Leprevost que, além de compor, canta e atua no espetáculo.

Se na música, é evidente a dimensão curatorial, das cênicas à dança, outros artistas prestigiados nacionalmente e internacionalmente, engrandecem o espetáculo cênico musical. A atriz, Geisa Costa; a bailarina e coreógrafa, Inês Drumond; a artista visual, Kátia Horn; o diretor de palco e técnico de som, Luigi Castel, são alguns dentre os 25 profissionais que participam do projeto.

“É uma equipe multirracial, de maioria negra, que ajuda a ilustrar uma Curitiba cheia de diversidade. E essa interação social e artística entre músicos e atores em cena é importante para a cidade”, enaltece o diretor musical e responsável pelos arranjos, Ricardo Verocai.

Eu Acho Curitiba Bem Legal retrata a capital com situações cômicas, irônicas e românticas. Onde seus personagens fictícios, também trazem a vastidão típica curitibana, só que muito além do ‘leite quente’. O espetáculo fica em cartaz até o dia 05 de março em horários alternados, verifique o serviço abaixo.

O projeto é realizado com o apoio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura, da Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba com o incentivo das empresas EBANX, Instituto Joanir Zonta e CONDOR.

SERVIÇO | Eu Acho Curitiba Bem Legal

Quando: Entre os dias 29 de fevereiro e 5 de março (de sábado à quinta-feira)

Local: Teatro Zé Maria (Rua 13 de maio, 655, Curitiba)

Horário: Todos os dias às 20h; domingo às 19h

Entrada gratuita