Cartaz de Boi Neon | Crédito: Desvia

O Cineclube de Cinema Brasileiro, projeto organizado pelo curso de Cinema e Vídeo da Faculdade de Artes do Paraná, retoma suas atividades em 2017 no sábado 11 de fevereiro, às 16 horas no Cine Guarani, com o filme Boi Neon, do pernambucano Gabriel Mascaro. Coprodução entre Brasil, Uruguai e Holanda, o filme foi lançado em 2016 e conquistou diversos prêmios internacionais, como o de prêmio especial do júri na Bienal de Veneza e do Festival de Havana, e melhor filme nos festivais de Varsóvia, Adelaide e Hamburgo. Antes mesmo da produção, o filme já havia recebido incentivos do Fundo do Festival Internacional de Roterdã e do Programa Ibermedia. Boi Neon ainda contou com o financiamento da Ancine, a agência reguladora do cinema brasileiro. Diante de tantos apoios e prêmios nacionais e internacionais, o longa de Gabriel Mascaro tornou-se um forte candidato à disputa ao Oscar. Entretanto, diante da polêmica envolvendo outro sucesso de 2016, Aquarius, de Kleber Mendonça Filho, Mascaro, junto com outros indicados brasileiros, retirou seu filme da competição prévia, em que uma comissão brasileira gerida pela SAv (Secretaria do Audiovisual, ligada ao Ministério da Cultura) escolhe o representante para a disputa do maior prêmio cinematográfico do mundo.

Com certeza Boi Neon é um filme que merece ser visto para entender sua coleção de prêmios. Trata-se de um road movie centrado no mundo das vaquejadas de Pernambuco, onde acompanhamos Iremar (Juliano Cazarré), vaqueiro que nas horas vagas desenha e costura roupas e sonha em entrar no mundo da moda, incentivado pela crescente indústria têxtil do Pólo de Confecções do Agreste. Acompanha-o Mario e Zé, também vaqueiros, a menina Cacá (Alyne Santana) e sua mãe, Galega (Maeve Jinkings), motorista do caminhão de boiada, que serve também de casa para o grupo. O filme lança os elementos-chave da narrativa aos poucos, gerando uma curiosidade crescente para compreender as estranhas cenas, como a da bailarina em trajes equinos, e a cena em que Iremar está num descampado coloridamente sujo de retalhos. O filme destaca muito o trato com os bois, desde os claustrofóbicos ambientes dos animais, passando pelos alegados maus tratos que saltam aos olhos dos defensores do bem estar animal, até os leilões de animais que valem fortunas. Ao retratar esses elementos, é recorrente a mistura com cenas documentárias, que fincam o filme num Brasil real.

Destaca-se também a quebra com certos paradigmas de masculinidade e feminilidade. Galega, uma jovem mulher que é mãe, domina a direção do caminhão e não teme exercer a atividade de mecânica. Iremar tem sua paixão por moda e passa o filme desenvolvendo um traje sexy para Galega: seus desenhos são feitos sobre modelos nuas de uma revista pornô; ele não deixa de ser menos homem por saber costurar e orgulha-se de usar perfume Azzaro. Junior, outro vaqueiro, é vaidoso e prefere alisar o cabelo a almoçar. Geise cumpre dupla jornada de trabalho: de dia vende perfumes, de noite é segurança numa empresa têxtil, e é uma grávida que não teme usar uma arma de fogo. A tradição nordestina da masculinista vaquejada parece abrir espaço para os papéis de gênero flexíveis, provando que não há função que seja exclusivamente masculina ou feminina.

Gabriel Mascaro é um dos grandes destaques dos últimos anos no cinema nacional, junto com outras gratas surpresas que Pernambuco tem lançado ao mundo das telas. Este estado tem mostrado como uma boa política pública de incentivo ao audiovisual deve funcionar, promovendo o surgimento de novos talentos e consolidando um mercado historicamente difícil de funcionar no Brasil. Vida longa ao cinema pernambucano!

Cacá (Alyne Santana) e Galega (Maeve Jinkings) em Boi Neon | Crédito: Desvia

O que? Boi Neon (Gabriel Mascaro, 2016) no Cineclube de Cinema Brasileiro

Onde? Cine Guarani –  Av. República Argentina, 3432 –  em frente ao Terminal Portão

Quando? 11 de fevereiro de 2016, às 16 horas

Quanto? Entrada franca.

Site oficial do filme: https://www.boineon.com.br/

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=MVLBgO1RS4E&w=560&h=315]