A festa It’s Not The End marca a despedida do Soviet neste sábado (13/7). Depois de seis anos de muita agitação, o club alternativo encerra suas atividades com um grande evento, reunindo DJs que fizeram parte da história do espaço. Entra em cena no comando da cabine de som os seguintes nomes: Dimis Sores, Fefo, Julio Mayo, Lumo, Pedro Grego e Vitor Cruz. A trilha sonora da noite faz uma união das várias festas que passaram pelo espaço, do pop do Soviet Pop, passando pelo eletrônico da Wild, a disco da Club 96 até o pop nacional com toques de funk e axé da Ordinááária. A festa começa às 23h.

Fefo em ação. Foto Divulgação

O Soviet completou seis anos de atuação como a primeira balada LGBTQ+ a funcionar em plena Avenida Batel. “Nunca uma casa deste segmento esteva no coração do Batel, como o Soviet esteve, em meio ao mainstream da noite curitibana”, comenta Fernando Henrique de Oliveira, o Fefo, DJ e produtor do club. Festas dedicadas ao pop e ao eletrônico, destacando um público diverso e receptivo, incluiu de performers e cantores a drag queens, artistas e memes da internet em sua cena. Johnny Luxo, Adriano Cintra, Gretchen, Pabllo Vittar e muitos outros nomes passaram pela casa. “O Soviet marcou história na noite curitibana como um lugar onde tudo era possível, num formato que depois foi replicado na cidade”, complementa Oliveira.

 

It’s Not The End relembra os grandes eventos, reunindo pessoas que participaram da história do Soviet: “a festa vai ser uma grande celebração dessa trajetória. Uma noite para dar adeus ao espaço que sempre acolheu o clubinho e o público que fez do Soviet este lugar tão especial”, Fefo explica. Mas não será a última vez que o nome “Soviet” aparece na noite curitibana. “A marca vai seguir agora com festas especiais, em lugares inusitados, levando essa mesma alegria que sempre foi característica para espaços alternativos na cidade”.

 

A entrada do Soviet funciona no sistema open bar, com duas opções. A primeira tem o cardápio Open Orloff, que inclui a dose de Orloff, cerveja Heineken, shots de Ypióca e Xiboquinha, Gin Seagers, rum Bacardi, Jurupinga e Catuaba Selvagem, e os drinks Calu, Caipirinha e Screwdriver. Com nome na lista amiga, chegando até 1h, sai de R$ 65 por R$ 60. A segunda opção é o Open Absolut, com dose de Absolut, cervejas Heineken e Sol, shots de Jägermeister, Fireball e Tequila Jose Cuervo, Gin Beefeater, whiskey Jameson, rum Bacardi, Jurupinga e Catuaba Selvagem, drinks Moscow Mule, Ginger Star, Atomic Gin, Aperol Spritz e Fireball Spritz e Água de coco. Este sai a R$ 140, ou R$ 130 com nome na lista até 1h. Ambos contam com bebidas não alcoólicas, como Schweppes, Coca-Cola, Sprite, Kuat, energético Burn, água tônica, água com gás, água sem gás, suco de laranja e suco de limão. Drinks fora do open podem ser consumidos, registrados em um número da pulseira de cada cliente. Para lista amiga, basta confirmar presença no evento (www.facebook.com/events/685259261915301).

 

 Serviço

It’s Not The End – Última Festa no Soviet

Data: Sábado, 13 de julho

Horário: 23h

Entrada: Open de Orloff a R$ 60 até 1h com nome na lista, R$ 65 sem lista; Open de Absolut a R$ 130 até 1h com nome na lista, R$ 140 sem lista.

Endereço: Rua Bispo Dom José, 2277 – Batel, Curitiba – PR

Informações: www.facebook.com/soviet.club