O Rei em Curitiba. Essa foi a emoção que mais de duas mil pessoas tiveram ao assistir, de perto, ao primeiro show de Roberto Carlos no Teatro Positivo, nesta segunda-feira (8). O espetáculo, curto, mas intenso como um meteoro, serviu de revival de uma das carreiras mais emblemáticas da música brasileira. 

Foto: Lucas Sarzi/Banda B.

Com canções escolhidas a dedo, representando as fases mais importantes da carreira do Rei, da época mais romântica até a fase religiosa, Roberto Carlos mostrou que, apesar de o sertanejo dominar o país, o clássico sempre vai ter espaço. 

Com uma estrutura grandiosa – uma banda completa, algo que dificilmente vemos por aí -, Roberto conseguiu na maior parte do tempo hipnotizar o público, que pouco interagia (quem foi esperando muitos gritos, se decepcionou) por estar prestando atenção aos mínimos detalhes.

Apesar da hipnose, falta de convite para que o público interagisse não faltou por parte do próprio Rei, que em muitos momentos, mais de uma vez, chamou as pessoas presentes a participarem do espetáculo. 

Foto: Lucas Sarzi/Banda B.

Homenagem implícita

O espetáculo entregue pelo Rei, de toda forma, serviu também como uma homenagem implícita a Erasmo Carlos. Isso é perceptível na elaboração do repertório do show, já que a grande maioria das músicas escolhidas levavam a assinatura de Roberto e Erasmo.

Setlist do show de Roberto Carlos em Curitiba:

  • Abertura (Músicos) – Instrumental
  • Emoções
  • Como Vai Você
  • Além Do Horizonte
  • Ilegal Imoral
  • Detalhes
  • Outra Vez
  • Olha
  • Nossa Senhora
  • Calhambeque
  • Lady Laura
  • Sua Estupidez
  • Evidências
  • Apresentação Banda
  • Esse Cara Sou Eu
  • Como É Grande
  • Jesus Cristo

Tantas emoções… mesmo!

Roberto emocionou o público quando entoou Lady Laura, canção feita em homenagem à sua mãe, dizendo que “quando fez a música, fez com alegria e amor, mas que hoje, apesar de cantar com tristeza”, sabe que foi uma grande homenagem a ela. 

Sem muitas interações com o público, Roberto foi entoando os clássicos da carreira de um jeito que as músicas pareciam se conectar uma com a outra.

Além da emoção, sobrou espaço até para uma pequena confissão, na música Sua Estupidez, composta para uma paixão da qual Roberto guarda a identidade até hoje. Mistério no ar.

Apesar da boa seleção de músicas, ficou perceptível que o show poderia ter rendido uma quantidade maior de emoção, se o público que realmente consumiu a obra de Roberto esses anos todos, tivesse o poder aquisitivo para assistir ao show. 

Foto: Lucas Sarzi/Banda B.

Boas lembranças

Certamente quem foi ao show de Roberto Carlos voltou para a casa com a sensação de ter realizado uma das 100 coisas a se fazer antes de morrer. Principalmente porque valorizar a importância que o artista tem para a história da música brasileira é automaticamente valorizar a nossa própria história.

Roberto Carlos é e sempre será o maior ícone da música brasileira. A prova disso é a qualidade do que faz, tamanha, que assistir ao show dele sempre resgatará os melhores momentos em família, nas noites de fim de ano.

Nesta terça-feira (9), o Rei repete a dose no Teatro Positivo, dessa vez com ingressos esgotados. É a chance que mais 2.400 pessoas terão de construir e guardar boas lembranças de um ícone que já faz parte do imaginário dos brasileiros.

Veja uma das músicas do show de Roberto Carlos em Curitiba:

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Roberto Carlos em Curitiba entrega noite de revival e hipnotiza público; veja fotos e vídeo

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.