Entre os dias 10 e 14 de setembro, Curitiba recebe a nova edição da principal feira de música do Sul do Brasil, a FIMS – Feira Internacional da Música do Sul. O evento, que chega em sua oitava edição, reúne uma programação diversa, composta por rodadas de negócios, workshops, painéis e showcases, que são apresentações de curta duração em que artistas e bandas performam seus trabalhos para um público de profissionais do mercado da música e formadores de opinião.

Artistas e bandas podem se inscrever até o dia 28 de junho – Cred Orue Brasileiro
Divulgação

Atuando como o epicentro musical e da indústria criativa do Sul, a FIMS ainda promove a integração artística dos estados da região com o restante do país e América Latina, construindo conexões entre artistas independentes e descobrindo novos talentos de todo o território.

Os artistas e bandas interessados em se apresentar na Feira Internacional da Música do Sul podem se inscrever gratuitamente até o dia 28 de junho pelo link.

Muito além do palco

A FIMS procura ser mais do que uma feira de música, estimulando a geração de negócios, empregos e renda no mercado musical, se tornando uma agregadora regional de tendências e estilos.

“Desde a sua primeira edição em 2016, a FIMS se destacou como um espaço catalisador e agregador do mercado regional, promovendo o intercâmbio nacional e abrindo portas para trocas e parcerias na indústria musical, com uma programação de shows e debates composta pela diversidade encontrada no povo e na arte brasileira”,comenta Téo Ruiz, diretor geral do evento, que foi vencedor do Prêmio Profissionais da Música na categoria Feiras e Congressos de Música, em 2023.

A feira de música ainda promove um curso de capacitação, fornecendo aos artistas ferramentas para gerirem suas carreiras. “A FIMS conta com inúmeras ações que vão além do palco, promovendo, além do curso de capacitação, também formação, profissionalização, divulgação, aceleração de carreiras e networking para o desenvolvimento profissional de artistas e bandas”, completa Ruiz.

As inscrições para o curso de capacitação ficarão disponíveis em breve.

Inclusão em todos os aspectos

Em todas as suas atividades, a Feira Internacional da Música do Sul busca assegurar o acesso de grupos discriminados por meio da política de diversidade e inclusão, com cotas de ações afirmativas, em que 20% das vagas são dedicadas para pessoas negras e indígenas, 20% para pessoas LGBTQIA+ e 50% para artistas mulheres. Além disso, o evento ainda é conhecido por seu comprometimento com a equidade de gênero, certificada pelo WME – Women ‘s Music Event com o Selo Igual.

“Como a FIMS é um evento genuinamente curitibano, parte das nossas vagas também é dedicada para artistas locais. E, neste ano, como uma forma de solidariedade às vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul, contaremos com uma cota especial para artistas gaúchos”, finaliza Téo Ruiz.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Principal feira de música do Sul do Brasil está com inscrições abertas para músicos e artistas

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.