O cantor Ed Sheeran foi inocentado nesta quinta-feira (04) no tribunal federal de Manhattan, no processo que o acusava de plagiar a música dos anos 1970 “Let’s Get It On”, de Marvin Gaye, em sua faixa “Thinking Out Loud”.

Foto: Divulgação


Os herdeiros de Ed Townsend, co-compositor da música de Gaye, processaram Sheeran, sua gravadora, a Warner Music Group, e sua editora musical, a Sony Music Publishing em 2017. Apontaram progressões de acordes e ritmos semelhantes nas duas canções.


Em uma última fala ao júri, Ilene Farkas, advogada de Sheeran disse que as semelhanças de acordes e ritmo entre as músicas eram elementos básicos da composição musical, que compositores devem ser livres para usar agora e sempre. Keisha Rice, que representa a acusação, contra-argumentou que o caso partia da forma específica como esses elementos foram combinados.


Dias antes, Ed Sheeran havia dito que abandonaria a música caso fosse declarado culpado das acusações de plagiar o músico Marvin Gaye. A vitória ajuda a compor uma semana positiva para o músico, junto a seu novo álbum e a uma série documental que sairá pela Disney+.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Ed Sheeran é inocentado em caso que o acusava de plagiar música de Marvin Gaye

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.