A performance “Poeira Branca” do Grupo Em-Cadeira está chegando ao fim. Depois de muitas horas de trabalho e destruição, o projeto, em cartaz no Museu Municipal de Arte (Muma) no Portão Cultural, terminará no próximo sábado, 6 de julho. No mesmo local, no mesmo dia, a partir das 11 horas, abrirá uma exposição com o que restou da ação. As apresentações acontecem terça e quinta das 10h às 13h, quarta e sexta das 15h às 18h e no sábado das 10h às 11h seguido da abertura da exposição até às 14h.

WhatsApp-Image-2024-07-02-at-15.52.40
Foto: Patricia Mattos de souza

Durante 25 dias, os artistas Bárbara Haro, Isabela Picheth, Luiz Moreira, Luiza Urban e Priscilla Durigan puderam ser vistos através de uma vitrine de vidro, imersos em um ambiente que replica uma linha de produção industrial. Poeira Branca procura despertar a reflexão sobre os desafios do mundo contemporâneo, incluindo epidemias, conflitos, destruição ambiental e autoritarismo. A performance explora o papel da produção industrial como potencial solução e causa desses problemas. O projeto é realizado com recursos do Programa de Apoio de Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Durante a performance, os artistas seguiram rigorosamente normas industriais, trabalhando com gesso – material associado à escultura, mas com ampla utilização na construção civil. No entanto, o que diferencia essa performance é o destino final dos produtos: uma vez concluídos, eles serão destruídos pelos próprios criadores. Os números de horas trabalhadas, peças destruídas, viagens de carrinho, gesso consumido entre outros dados foram minuciosamente anotados e podem ser acessados no Painel de Controle. 

WhatsApp-Image-2024-07-02-at-15.52.38
Foto: Patricia Mattos de souza

“Com a performance duracional, os artistas transportam a estrutura industrial para o espaço expositivo, mas vão além, subvertendo essa lógica ao incluir a destruição do produto na própria linha de produção”, afirma o curador Fernando Ribeiro.

Concebida em 2020 durante o isolamento social da pandemia de Covid-19, Poeira Branca recria um ambiente esterilizado e mecanizado, onde corpos são apenas formas anônimas. O gesso, inicialmente um pó branco fino, retorna a essa forma ao ser destruído.

A performance desafia a necessidade de produção incessante em um mundo marcado pela excessiva produção e desperdício. Após o período de performance, os resíduos do processo ficarão expostos por duas semanas no museu. Todo o processo será registrado e publicado no site do Grupo Em-Cadeia.

Sobre o Grupo Em Cadeia

Formado pelos artistas visuais Bárbara Haro,  Isabela Picheth, Luiz Moreira, Luiza Urban e Priscilla Durigan,  o Grupo Em Cadeira desenvolve pesquisas que envolvem  diferentes linguagens contemporâneas como pintura, escultura, instalação, performance, videoarte, fotografia e atualmente webart. Formado no final de 2019, se volta ao circuito das artes visuais e cria, a partir da diversidade, relações em cadeia.

Serviço “Poeira Branca”

Performance

Quando: Até 06 de julho, Terças e quintas das 10h às 13h, Quartas e sextas das 15h às 18h, Sábados 06/07/2024 das 10h às 11h encerramento + início da exposição/abertura até 14h

Exposição

Quando: De 06 a 28 de julho

Horário: Das 10h às 19h

Entrada gratuita

Onde: Portão Cultural (Muma – Museu Municipal de Arte – Av. República Argentina, n.º 3.430, Portão)

Infos: @grupo.em.cadeia @rumodecultura

FICHA TÉCNICA

Curadoria: Fernando Ribeiro

Criação e Performance: Barbara Haro, Isabela Picheth, Luiz Moreira, Luiza Urban e Priscilla Durigan

Direção de Produção: Diego Marchioro

Projeto Educativo e Mediação: Bruno Wozniack

Fotos: Patricia Mattos

Vídeos: Lidia Ueta

Designer Gráfico: Barbara Haro

Estratégia Digital e Mídias Sociais: Gabi Berbert

Estagiária: Gabriella Santos

Assessoria de Imprensa: Dani Brito

Cenotécnico: Fabiano Hoffmann

Realização: Grupo Em Cadeia e Rumo de Cultura

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Últimos dias para conferir a performance Poeira Branca, no Portão Cultural

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.