Se você busca por um momento de conexão consigo mesmo e, junto disso, mensagens que possam trazer ainda mais sentido seguir em frente, a noite de domingo (24) é para você. Com fãs dentro e fora do meio cristão, a banda Rosa de Saron chega a Curitiba para um show que promete emocionar e tocar corações no Teatro Positivo.

Foto: Divulgação.

Para o encontro com o público, Rosa de Saron promete uma viagem musical com nostalgia dos clássicos que marcaram a história da banda e também novidades. Isso porque, nestes 35 anos de história, “o novo” sempre foi bem quisto pelo grupo.

“35 anos é muito tempo, então não dá para permanecer igual. Todo artista mais longevo tem um repertório que vai se atualizando, por vários motivos, pois a música vai tocando, vai mexendo em você, você vai querendo experimentar as coisas novas todas. A gente passou nesse tempo todo por um processo natural de amadurecimento e isso foi acontecendo aos poucos. Isso foi aos poucos influenciando o som que a gente faz”

disse Rogério Feltrin.

Formada em 1988, em Campinas, São Paulo, a banda Rosa de Saron se tornou uma referência no rock cristão brasileiro, levando uma mensagem cristã de esperança, fé e amor para todos, com suas letras poéticas e melodias envolventes. 

Mesmo com todas as mudanças que chegaram nestes 35 anos, a essência se manteve.

“O que mantém a essência é exatamente o que a gente acredita. A gente acredita que as letras, que o trabalho do Rosa de Saron, é um trabalho de positividade, que agrega às vidas das pessoas. A nossa essência é sempre tentar mostrar um novo caminho, o melhor jeito de enxergar a vida e andar com ela para a frente. Acho que essa essência, que é o que acreditamos no qual fomos fundados, é o que mantém a nossa vida”

avalia Grevão.

A banda surgiu dentro do movimento de renovação carismática da igreja católica e se destacou com o álbum Diante da Cruz, que é considerado o primeiro CD de Heavy Metal/Hard Rock católico do mundo. 

Ao longo de sua carreira, recebeu prêmios como Discos e DVDs de Ouro, um DVD de Platina e duas indicações ao Latin Grammy.

“Parece discurso, mas não é. Quando a gente faz um trabalho, não estamos pensando em conquistar aquele prêmio. Quando tenho o reconhecimento, significa que outras pessoas concordaram também e conheceram. Ajuda a amplificar, porque abre uma chancela, ajuda a abrir portas. A premiação não é o objetivo, mas é algo que auxilia muito, faz o trabalho chegar em outras pessoas”

comenta Rogério.
Foto: Divulgação.

Muito além da igreja

Durante a trajetória do Rosa de Saron, o grupo se destacou Brasil afora por conseguir levar a mensagem de Cristo de um jeito que abrange não só o público da igreja. E esse continua sendo o objetivo.

“A gente sempre teve a característica de passar uma mensagem cristã, mas de um formato estético diferente do que a gente encontrava. Essa raíz de tentar falar com as pessoas, tentar falar com o cristianismo, que é a nossa essência, criar pontes para as pessoas, a gente sempre manteve isso. Essa essência da mensagem e da linguagem estética permanece a mesma, só mudou mesmo a questão de musicalidade e estilo musical dentro do rock”

disse Eduardo Faro.

Para Rogério, ter conquistado o público de fora da igreja é um privilégio, principalmente em tempos atuais, que se torna cada vez mais comum “falar com sua própria bolha”.

“A gente ao longo dos anos conseguiu isso de falar fora da nossa bolha e fazemos isso intencionalmente, porque no final das contas a mensagem cristã não é exclusiva de um grupo, é para todos, é uma mensagem universal. Acreditamos que é importante transmitir isso e cada um vai ver a experiência de Deus no seu tempo, na sua forma. A gente consegue dialogar com todo mundo, sem abrir mão dos valores da gente, mas conseguindo abrir um espaço de escuta e de fala também”

detalha Rogério Feltrin.
Foto: Divulgação.

Música como salvação

Para um cantor, a música sempre vem como cura. No caso de Rosa de Saron, essa busca pela salvação começa “dentro de casa”, com os próprios integrantes, que espalham as mensagens para que possam ajudar quanto mais gente possível. 

“Quando uma pessoa chega no camarim e fala que estava num momento muito difícil, em depressão, que a música da gente ajudou. Para mim, independente da religião que ele tenha, quem acredita em Deus quer passar mensagens legais. Se isso está ajudando as pessoas, estou falando e valores, de esperança, se isso serviu para melhorar a vida da pessoa, para atravessar um momento difícil, a gente criou a ponte. Pegamos a mensagem do que acreditamos, passamos para a frente e gerou o fruto. Foi sempre o objetivo principal: criar a ponte e ela ser eficaz”

revela Eduardo.
Foto: Divulgação.

Show em Curitiba

A passagem da nova turnê do Rosa de Saron por Curitiba é, para a banda, um marco importante. Isso porque a história da cidade com o grupo já não vem de hoje.

“Em Curitiba a gente fez show com a primeira formação, lá atrás, fez com a segunda formação, e estamos voltando com a terceira formação agora”

comenta Eduardo.

“Os shows de Curitiba são sempre calorosos, extremamente quente, as pessoas cantam junto, participam demais. A gente teve só grandes experiências em Curitiba como banda” 

avalia Grevão.

Bruno Faglioni, vocalista que entrou para a banda em 2019, finaliza dizendo que o objetivo, em Curitiba, é matar as saudades e, claro, levar a mensagem principal: o amor de Deus.

“Estávamos muito ansiosos por esse momento, de trazer a nossa nova tour para Curitiba, num palco tão icônico. Esse show é feito não só para quem já conhece o Rosa de Saron, mas também para as novas gerações, que vão se sentir num momento muito emocionante e abrir o coração, deixar Deus falar com a gente. É uma noite imperdível para você que gosta de rock, que gosta de rezar, que gosta de algo espiritual na tua vida”.

disse Bruno Faglioni, vocalista

Serviço:

Turnê “Rosa de Saron 35 Anos” em Curitiba
Quando: domingo, 24 de setembro de 2023
Onde: Teatro Positivo – R. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 – Campo Comprido, Curitiba.
Horário: Abertura do teatro: 19h / Início: 20h
Quanto: ingressos a partir de R$ 90 a meia-entrada + taxa administrativa. Venda pelo Disk-Ingressos.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Rosa de Saron promete noite de rock, oração e emoção em Curitiba, neste domingo: ‘Estávamos ansiosos’

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.