Para quem gosta de música, as épocas dos anos 60 e 70 foram de grandes clássicos no mundo todo. No Brasil não foi diferente, com muita gente boa fazendo sucesso, principalmente com a ajuda dos programas na TV. Neste domingo (18), Golden Boys e The Fevers, duas destas bandas, se apresentam juntas em Curitiba, no festival Jovens Tardes – A Festa da Jovem Guarda, uma noite que promete encher de nostalgia o Teatro Guaíra

Foto: Divulgação.

À Banda B, Liebert Ferreira, o baixista e um dos fundadores do The Fevers, disse que estar em Curitiba é uma emoção, principalmente neste ano, quando a banda completa 58 anos de história.

“Tinha uma fase que a gente ia muito quando fazíamos excursões pelo Sul, fizemos o Paraná e andamos pelas cidades todas. Naquela época eram bailes, não era show, os clubes contratavam, fazíamos excursões passando por Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina. Toda a experiência que nós temos de 58 anos temos que agradecer a todos por onde passamos, temos um carinho muito grande e só temos que agradecer”. 

lembrou Liebert Ferreira, baixista e um dos fundadores do The Fevers

The Fevers surgiu em 1965 e veio junto com vários nomes importantes para a história da música brasileira, entre eles a leva da Jovem Guarda. Ao longo destes anos, o que Liebert Ferreira percebeu também foi a renovação do público, o que considera ainda mais importante para manter o sucesso.

“A gente vem com aquela escola do começo da Jovem Guarda, passando por programas de TV, gravando em estúdio, mas a gente sempre procura renovar porque são duas coisas que a gente tem que fazer: manter o que a gente já fez, que são as pessoas que conhecem a gente desde o começo, e as novas. Temos um público muito grande que é da nossa época e que vai para o show e anima e tudo, e público novo vê isso. As músicas são dançantes, não é para ficar só olhando, é pra participar, cantar”. 

disse Liebert Ferreira, baixista e um dos fundadores do The Fevers
The Fevers. Foto: Juca Muller/Divulgação.

Liebert considera, inclusive, muito importante a experiência que o grupo teve com a Jovem Guarda para que o público se mantivesse até hoje e também para que pensassem em renovação.

“Muito importante a experiência da Jovem Guarda, até atingir os grandes sucessos do conjunto, aí foi tema de novela, e a coisa cresceu. É uma luta, muito trabalho, a gente procura sempre estar acompanhando o que está acontecendo, claro, mantendo o repertório que tem que manter, mas estamos sempre atentos e renovando”.

comentou Liebert Ferreira, baixista e um dos fundadores do The Fevers
Golden Boys. Foto: Tati Moraes/Divulgação.

A experiência dos quase 60 anos de história, atrelada ao talento que conquista gerações, faz com que os shows, tanto The Fevers quanto de Golden Boys, sejam aplaudidos por vários públicos. O segredo? Segundo Liebert, a emoção.

“A gente faz um show que já faz um tempo, e que tem dado certo, por isso que a gente une o teatro. A gente faz tudo com o mesmo espírito e não mudamos muito, buscamos tocar o coração das pessoas”.

disse Liebert Ferreira, baixista e um dos fundadores do The Fevers

Serviço

Jovens Tardes – A Festa da Jovem Guarda (The Fevers e Golden Boys)
Data: domingo, 18 de junho
Horário: início do show às 19h
Local: Teatro Guaíra, na Rua Amintas de Barros, S/N – Centro, Curitiba
Quanto: a partir de R$ 89,60 a meia-entrada (2º balcão) até R$ 358,40 a inteira na plateia A + taxa administrativa. Venda pelo Disk Ingressos.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Golden Boys e The Fevers prometem ‘festa nostalgica’ no Teatro Guaíra, em Curitiba, neste domingo

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.