Está em cartaz na Cinemateca de Curitiba até a próxima terça-feira (13), nas sessões das 19h, o longa-metragem “Vermelho Sol”. O filme do realizador argentino entra no circuito comercial brasileiro após pré-lançamentos em 11 festivais importantes de cinema mundo afora. A exibição compõe a programação da Sessão Vitrine, realizada pela distribuidora brasileira Vitrine Filmes, que trabalha com a formação de plateias, cobrando ingressos acessíveis aos espectadores.

 

O filme

O filme, com fotografia de Pedro Sotero (“Aquarius” e “Bacurau”), se passa numa pacata cidade provinciana e narra a história de Claudio (Darío Grandinetti), um advogado renomado que entra numa discussão acalorada com um rapaz desconhecido, visivelmente perturbado, em um restaurante. Com arrogância, o advogado humilha o jovem diante de todos os presentes, que não interferem na discussão. O desconhecido se exalta, é expulso do local com o aval dos demais que ali estão, e mais tarde, naquela noite, decide buscar vingança, surpreendendo Cláudio e sua esposa, Susana (Andrea Frigerio). O advogado, então, toma um caminho sem volta que envolve desaparecimentos e segredos.

“A história é dinâmica e ressoa no presente. O filme fala sobre a apatia das pessoas quando coisas sérias acontecem ao seu redor. Isso é explorado por meio de um crime comum, que acontece num momento muito específico pré-ditadura argentina dos anos 70. Queria fazer não somente um filme sobre os anos 70, mas também que refletisse o estilo cinematográfico da época” comenta o diretor Benjamin Naishtat.

O longa teve sua estreia mundial no Festival Internacional de Cinema de Toronto 2018 (TIFF), foi um dos mais premiados no Festival de San Sebastián, vencendo as categorias de Melhor Diretor (Benjamín Naishtat), Melhor Ator (Darío Grandinetti) e Melhor Fotografia (Pedro Sotero), e foi exibido também no Festival do Rio, na Première Latina. Entre julho e agosto, o filme será lançado em paralelo na França, Espanha e Estados Unidos.

 

Sobre a sessão vitrine

Projeto de distribuição coletiva que lança um filme por mês, com sessões diárias e ingressos de valor reduzido, promovendo debates e maior acessibilidade aos filmes. Realizado pela Vitrine Filmes, destaca-se por sua preocupação em fomentar a formação de público e por uma curadoria que zela pelo fortalecimento de um audiovisual descentralizado. São lançados pelo projeto, simultaneamente nos cinemas e nas plataformas digitais, filmes realizados em diferentes estados, de diversos gêneros narrativos, que apresentam temáticas plurais e afirmativas. Dessa maneira, vem se consolidando como um projeto que atua na construção de um cinema diversificado.

 

Serviço:

Sessão Vitrine – “Vermelho Sol”

Local: Cinemateca de Curitiba (Presidente Carlos Cavalcanti, 1174 – São Francisco)

Data: até 13/8 (terça-feira)

Horário: 19h

Classificação: 14 anos

Ingressos: R$10 (inteira) e R$5 (meia-entrada)