O próximo concerto da Orquestra Sinfônica do Paraná tem protagonismo feminino no palco: a maestra Simone Menezes rege o espetáculo e a pianista Juliana Steinbach é a solista convidada. A música francesa é o tema do encontro. A apresentação acontece neste domingo (23), às 10h30, no auditório Bento Munhoz da Rocha Neto (Guairão). Os ingressos estão à venda pelo site DeuBalada.com e na bilheteria do Teatro Guaíra, a partir de R$ 10 (meia-entrada).

foto_06_simone_menezes_-daniela_cerasoli
A maestra brasileira Simone Menezes é renomada por sua excepcional inteligência musical (Foto: Daniela Cerasoli)

O repertório do concerto conta com três compositores: Camille Saint-Saëns, com a obra “Bacanal”, da ópera “Sansão e Dalila”; Maurice Ravel, com concerto para orquestra e piano em ré maior e, por fim, Claude Debussy com a composição “La Mer”, uma obra impressionista com três movimentos: De l’aube à midi sur la Mer (Da Alvorada ao Meio-dia no Mar), Jeux de Vagues (Jogo das Ondas) e Dialogue du Vent et de la Mer (Diálogo do Vento com o Mar).

O diretor musical e regente titular da Orquestra Sinfônica do Paraná, maestro Roberto Tibiriçá destaca que a escolha das convidadas e do repertório apoia o protagonismo à mulher na música clássica. “A Juliana vai tocar um concerto atípico, só para a mão esquerda, que Ravel compôs para um grande pianista amigo dele que perdeu o braço direito na guerra. E Simone vai reger uma das obras-primas de Claude Debussy, La Mer, o Mar, uma peça extremamente expressiva e uma das mais importantes do repertório sinfônico”, cita.

CONVIDADAS 

A maestra brasileira Simone Menezes é renomada por sua excepcional inteligência musical e artística e performances inovadoras. Tornou-se a segunda mulher a ocupar um cargo de titular em uma grande orquestra no Brasil. Em 2023, ela foi eleita uma das “100 femmes de culture”, reconhecida como uma das mulheres mais inspiradoras da Francophonie.

Baseada na França, ela é fundadora e diretora do Ensemble K, uma orquestra de música de câmara conhecida por sua abordagem cosmopolita à música clássica. Ao longo de sua carreira, Simone Menezes tem dirigido como a da Rádio de Berlim, a de Santa Cecília, a Sinfônica de Osaka e a Sinfônica de São Paulo.

De João Pessoa, a pianista Juliana Steinbach se apresenta regularmente nas principais salas parisienses e nas grandes séries de concerto francesas. Começou seus estudos musicais na França com cinco anos de idade. Diplomada dos conservatórios de música de Lyon e Paris, da Academia Pianística de Ímola na Itália e da Juilliard School de Nova York, a pianista é também a fundadora e diretora artística de dois festivais na Borgonha e na Transilvânia, e convidada de numerosas orquestras na França e na Europa.

Fora da Europa, se apresentou em salas em Nova York, Buenos Aires, Seul, Manila, Bangkok, Hong-Kong e Tóquio. No Brasil, foi programada nos últimos anos na Sala São Paulo, na Sala Cecília Meireles (Rio de Janeiro), no Teatro Santa Isabel (Recife), no Instituto Baía dos Vermelhos (Ilhabela), nos festivais Artes Vertentes (Tiradentes), Rio Chamber Music Week e João Pessoa.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Sinfônica do Paraná tem protagonismo feminino e música francesa neste domingo

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.