Marco Antonio Manoel Mina morreu aos 45 anos (Reprodução)

 

O Sindicato dos Trabalhadores nos Correios do Paraná (Sintcom) lamentou, na tarde deste domingo (13), a morte de Marco Antonio Manoel Mina, de 45 anos. Ele foi vítima de um afogamento em Morretes, no Litoral do Paraná. De acordo com testemunhas, o incidente aconteceu no momento em que Mina tentava salvar a sobrinha de se afogar.

Segundo a entidade sindical, Mina trabalhava no Centro de Distribuição Domiciliária (CDD) Parigot de Souza, no bairro Xaxim. “Marquinho deixa esposa, uma filha e um filho, ambos menores de idade. Ele foi um colega valoroso, de sorriso largo e simpatia marcante. Esteve presente nas assembleias e participou das principais greves de luta da categoria”, informou o Sintcom.

Mina morreu por volta das 15 horas de sábado (12), no Rio Marumbi. Ele chegou a ser socorrido após aproximadamente 40 minutos de buscas, mas não resistiu. Com o apoio de uma ambulância do Siate e de um helicóptero do Batalhão de Operações Aéreas da Polícia Militar, as equipes realizaram os procedimentos de reanimação, contudo, após 50 minutos de atendimento, foi decretada a morte da vítima.

De acordo com o capitão Douglas Komslanz, o Corpo de Bombeiros também recebeu a informação de que Mina tentava socorrer a sobrinha, mas não conseguiu confirmar no local.

Orientações

À Banda B, o capitão Komslaz disse que ao nadar em rios, é importante respeitar orientações presentes nas placas e seguir uma série de recomendações. “Nunca se dispor ao perigo, sempre busque uma profundidade que você mantenha o contato com o fundo, como a linha da cintura. Especificamente ali na região temos as famosas cabeças de água, então é importante perceber o grande acúmulo de nuvens negras, que podem indicar um aumento da quantidade de água por conta de chuvas”, explicou.

O enterro de Mina está marcado para acontecer na segunda-feira (14), no Cemitério Parque das Araucárias, em Colombo.