O auxiliar de logística, Pablo Furtado, de 21 anos, foi agredido por um homem enquanto fazia compras com a noiva dentro de um mercado, no bairro Boqueirão, em Curitiba. O caso aconteceu nesta segunda-feira (29) e a agressão teria sido motivada por uma reclamação por conta da falta do uso de máscara, o que é obrigatório por lei em espaços de uso coletivo durante a pandemia. Imagens de câmeras de segurança registraram todo o episódio. (assista abaixo)

 

 

Furtado relata que estava aguardando para comprar pão, quando um homem sem máscara se aproximou e também entrou na fila da panificadora. “Ele estava atrás de mim, quando a moça me chamou para ser atendido. Outra funcionária chamou ele para ser atendido. Esse homem começou a falar muito sem máscara, limpando os dentes com os dedos, coçando o nariz e minha sacola de pão estava aberta em cima da balança na frente dele”, disse o auxiliar de logística.

Com medo de que o pão tivesse sido contaminado por gotículas de saliva, Furtado recusou o alimento e disse para a funcionária do local que seu “pão estava cuspido”. Neste momento, a atendente teria olhado para o homem sem a máscara.

“Quando eu virei as costas, ele pegou e falou ‘aí rapaz, é comigo? é comigo?’ e eu falei ‘cara, você está sem máscara, você está cuspindo no meu pão’. E virei as costas”, contou.

Socos e xingamentos

Na sequência, o homem avançou contra o cliente desferindo socos e teria proferido diversos xingamentos também. Nas imagens, é possível ver que Furtado reage às agressões e troca socos com o homem, que continua sem máscara.

“Ele veio com tudo, me xingando, desferindo socos contra mim. Acertou minha face, machucou meu lábio, tô com o dente mole. No mesmo momento peguei o celular e pedi pra minha nova ligar para a Guarda Municipal (GM) e eu liguei para a Polícia Militar (PM)”, afirmou.

Foto: Pablo Furtado

O homem sem máscara teria fugido do local a bordo de um Fiat Mobi vermelho, sem placa, após o incidente.

A GM teria dito que o caso devia ser atendido pela PM, já que aconteceu dentro do mercado. Um boletim de ocorrência sobre a ocorrência foi registrado.

Furtado e a noiva fazem parte do grupo de risco para Covid-19. Ele teria diabetes tipo I e ela teria tido pneumonia ano passado e, com o agravamento do quadro, perdeu parte do pulmão e do revestimento do órgão.