A venda de imóveis usados em Curitiba teve um crescimento de 64,5% no terceiro trimestre do ano, na comparação com o trimestre anterior. O dado faz parte do último levantamento do Instituto de Pesquisa do Mercado Imobiliário e Condominial (Inpespar), integrante do Sistema Secovi-PR, realizado com as empresas associadas.

“Este é o segundo melhor trimestre de vendas registrado em nossas pesquisas”, aponta o presidente do Inpespar e vice-presidente de Economia e Estatística do Secovi-PR, Jean Michel Galiano. A série histórica referente à estimativa de negociações de residenciais teve início em outubro de 2012.

 

Ilustrativa. Foto: Secovi/PR

 

“O 2º trimestre de 2013 registrou a venda de 3.381 residenciais usados e nesse último trimestre, agora em 2020, tivemos 3.075 unidades”, compara. Ainda segundo ele, há que se ressaltar que a oferta desses imóveis atualmente é 33% maior do que em 2013, mas ainda a menor oferta registrada desde agosto de 2017.

“Os números refletem o que estamos observando na prática, que vivemos um momento de confluência de fatores positivos: a venda represada nos últimos meses, o crescimento econômico, a oferta de crédito e a menor taxa de juros da nossa história”, enumera o vice-presidente de Comercialização Imobiliária do Secovi-PR, Luciano Tomazini. “Desde junho estamos observando que 70% dos imóveis negociados têm utilizado de financiamentos, uma característica bem marcante dos melhores períodos de vendas de imóvel”, lembra.

De acordo com Galiano, a taxa de juros atual tem como resultado prático um aumento real no poder de compra do consumidor, próximo dos 30%. “Já podemos até imaginar como será positivo todo esse cenário quando diminuirmos o nível de desemprego. Tudo indica que teremos todas as condições para vivermos novamente um boom imobiliário capaz de diminuir o déficit habitacional”, analisou.