Uma Vara do Júri especializada em homicídio deve analisar nos próximos dias de que forma aconteceu o acidente no bairro Água Verde, em Curitiba, que culminou na morte de uma mulher, em agosto. A Range Rover do empresário Marcelo Shiavinato seguia pela preferencial, a rua Amazonas, e foi atingido pelo Honda Fit trafegava pela Acre, de Bernadete Andreia Batista Scremim, de 49 anos. Ela morreu no hospital seis dias depois do acidente.

O juiz da Vara de Delitos de Trânsito, Lourival Chemim, encaminhou, nesta terça-feira (29), a competência do caso para Vara do Júri de Curitiba. A Justiça quer entender se houve um crime com dolo eventual, já no inquérito há informação de possível embriaguez e omissão de socorro. O empresário foi flagrado deixando o local, com o celular em mãos. Ele alega que saiu pedir ajuda, mas não retornou mais ao local, se apresentando na Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran), quatro dias depois.

“O juiz foi muito assertivo e decidiu por declinar a competência, que até então era sua. Tudo isso após várias diligências feitas pela defesa e pelo delegado da Dedetran”, disse Igor Ogar, advogado da família e assistente de acusação, para a Banda B.