Foto: Colaboração

 

Uma semana após o grave acidente que deixou uma criança de 8 anos morta na Rodovia João Leopoldo Jacomel, familiares e amigos fecharam um trecho da via no final da tarde desta sexta-feira (30), em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Alexsandro Riquelme chegou a ser socorrido após o atropelamento ocorrido na tarde do dia 23, mas não resistiu aos ferimentos.

Foto: Colaboração

De acordo com Tatiane Sperber, que tem um filho que estuda na mesma escola que Alexsandro frequentava, explicou que o objetivo do protesto foi o de pedir segurança. “Nós fazemos essa travessia todos os dias e o risco é constante. Hoje a manifestação, além de homenagear o Alexsandro, teve o intuito de pedir que uma lombada elevada seja colocada e que radares sejam instalados. A velocidade de 60 km/h é muito alta para um trecho com passagem de crianças. Não temos escolas de um dos lados da rodovia, então é necessário que possamos atravessar”, disse.

A mobilização durou alguns minutos, mas a forte chuva acabou dispersando os manifestantes. Durante o ato, alguns motoristas chegaram a demonstrar apoio ao protesto.

Acidente

Alexsandro Riquelme sofreu um traumatismo craniano após ser atropelado na Leopoldo Jacomel. Segundo testemunhas, ele foi atingido quando atravessava a rodovia na faixa, por um veículo que cruzou o sinal fechado. Ele morava com a família no antigo Jardim Triângulo e cruzava a rodovia todos os dias para ir para a escola, no bairro Maria Antonieta.

Nota

O trecho é de responsabilidade do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) que, por meio de nota, lamentou a fatalidade e a imprudência de motoristas que trafegam em excesso de velocidade no trecho após as obras de duplicação. O órgão cogita a implantação de radares fixos para inibir a alta velocidade de motoristas:

“A PR-415 está devidamente sinalizada com indicação dos limites de velocidade (de 60 km/h e 70 km/h). A Polícia Rodoviária Estadual (PRE) realiza frequentes ações de fiscalização no trecho, com radares móveis, etilômetros e abordagens para verificação de documentos. Estas operações serão intensificadas pela PRE para coibir as infrações de trânsito na Rodovia João Leopoldo Jacomel. Além disso, o DER-PR e a PRE estudam em conjunto a implantação de redutores eletrônicos de velocidade fixos na PR-415.

Para garantir a travessia segura de pedestres na rodovia, foram instalados semáforos, demarcadas caixas de segurança no meio da pista e erguidas passarelas nos locais onde é possível instalar – nos locais definidos para atender a pedidos feitos em reuniões com a comunidade. Na região onde passam os fios de alta tensão da subestação da Copel, por exemplo, é inviável instalar uma passarela por questão de segurança.

O DER-PR ressalta ainda que a Resolução número 495 do Contran, de 5 de junho de 2014, proíbe a implantação de travessias elevadas em rodovias, pois especifica que está solução só pode ser adotada em áreas urbanas com velocidade máxima de 40 km/h”.