Diversas categorias de trabalhado, movidos pela Força Sindical do Paraná e outras centrais sindicais do Estado, estão reunidas no Centro de Curitiba na manhã desta sexta-feira (22) para protestar contra a atual proposta da Reforma da Previdência. A concentração aconteceu na Boca Maldita, mas também há trabalhadores próximos ao Palácio Iguaçu, no Centro Cívico. Houve caminhada até a sede da Previdência Social, próximo a Praça Santos Andrade.

Para os sindicatos, a proposta encaminhada para análise da Câmara Federal prejudica – principalmente – trabalhadores assalariados, mulheres e minorias. O presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores da região metropolitana de Curitiba (Sindimoc), Anderson Teixeira, acredita que é preciso ainda muita discussão, antes da aprovação.

“É uma mobilização de todas as Centrais, de nível nacional, várias cidades envolvidas nesse protesto do dia de hoje. Na verdade, o que queremos é discutir a reforma da Previdência, o objetivo da Força Sindical é participar desse processo, se há necessidade de se fazer uma reforma, que os trabalhadores também tenham a oportunidade de discutir e conversar sobre isso. Até agora, a maior dificuldade está vindo para o povo, que vai pagar essa conta. Então, ele precisa entender e participar desse processo”, defendeu.

O objetivo é deixar o trabalhador a par das mudanças e questionar a continuação de privilégios. Trabalhadores do interior do estado e Litoral também fizeram atos.