Uma caminhonete vermelha atropelou um cachorro de rua, por volta das 15h desta quinta-feira (19), na rua Almirante Alexandrino, no bairro Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. De acordo com testemunhas, o motorista não parou para prestar socorro e teria avançado no animal de propósito.

(Foto: Reprodução)

A comerciante Andreia Santos, que trabalha em uma loja em frente ao ocorrido, conta que estava realizando um atendimento quando viu a cena e saiu correndo para socorrer o cão. “Foi bem em frente a nossa loja. Eu estava em um atendimento e vi a caminhonete passando por cima do cachorro. Larguei tudo e saí na rua gritando dizendo para o motorista o que ele tinha feito, mas ele nem olhou”, relata Andreia.

Após o atropelamento, o animal foi levado para dentro da loja, colocado em uma caixa e coberto por uma peça de roupa. Com a indicação de um vereador da cidade, o cão foi levado até uma clínica veterinária que recusou o atendimento sem um acompanhante. “A clínica queria um acompanhante, sendo que era um cachorro de rua. Resumindo, eles não deram nem um remédio de dor para ele, que estava uivando de dor”, afirmou Tatiane Aparecida de Oliveira , dona de outro comércio na região.

Outra clínica, a Pet Murici, aceitou fazer o atendimento do cão atropelado, como explicou Andreia. “Eles fizeram o atendimento, deixaram uma receita com a gente e efetuamos o pagamento com 50 porcento de desconto. O atendimento foi maravilhoso e ainda ficaram disponíveis para o que mais fosse preciso”, elogiou a comerciante que acredita que o motorista atropelou o animal de propósito.

Tatiane também defende que o motorista poderia ter freado o veículo. “Foi proposital. O vídeo deixa claro que ele podia ter freado, ele teve como fazer de tudo, mas não fez, fez questão de passar com os dois rodados em cima do bichinho”, disse ela.

Sobreviveu

Apesar do susto, o cachorro está bem e tomando medicamentos. “Ele é muito idoso, mas não teve nenhuma fratura. Foi mais um susto e ele já está tomando antibióticos”, contou Andreia que está cuidando do animal.

Se comprovado que o motorista atropelou intencionalmente o cachorro, o condutor da caminhonete pode responder pelo crime de maus-tratos a animais.

Assista ao exato momento em que o cão é atropelado pela caminhonete: