O Terreiro de Umbanda das Marias, que na madrugada da última quinta-feira (1), foi destruído pelas chamas, no bairro Santa Quitéria, em Curitiba, já conseguiu arrecadar cerca de 32 mil reais para a sua reconstrução, através de uma campanha em um site de ‘vaquinhas’.  Uma corrente de oração foi realizada no local, na noite desta quarta-feira (7), para agradecer as ajudas e como um ato de paz entre os terreiros e todas as religiões.

(Foto: Daniela Sevieri/Banda B)

A mãe de santo, Cláudia, conta que a corrente foi marcada para que o incidente não caia em esquecimento e que toda a ajuda que estão recebendo deu forças aos dirigentes do espaço. “O incêndio aconteceu há 7  dias e hoje o terreiro está aberto a todas as pessoas que estão se solidarizando com a gente, pois isso deu muita força a mim e aos outros dirigentes. Percebemos que ainda existem muitas pessoas boas e que querem ajudar a reerguer a casa”, disse ela.

Cláudia afirma que dirigentes de outras religiões estão estimulando o ódio contra a umbanda e que o terreiro quer apenas continuar seu trabalho em paz. “As pessoas julgam o nosso trabalho sem conhecer e como está sendo incutido muito ódio por alguns dirigentes de outras religiões, especialmente contra religiões da matriz africana, estamos percebendo esse sentimento. Aqui nós pregamos o amor e queremos poder trabalhar em paz”, disse a mãe de santo que explica os trabalhos de caridade realizados pelo terreiro e que depois do incêndio foram interrompidos.

“Todo domingo é feito sopa para mais ou menos 300 moradores de rua e fazemos a entrega lá perto do Mercado Municipal. Além disso, também levamos doação de roupas e cobertores, mas agora não estamos conseguindo mais fazer isso”, lamentou ela.

Quem quiser contribuir com qualquer valor para a reconstrução do terreiro, pode acessar o site da vaquinha clicando aqui. A campanha termina no dia 30 de setembro e tem como meta atingir os 50 mil reais em doações.