Por Fábio Guillen, do GMCOnline

Os dias de glória parecem ter chegado para o pedreiro José Ribeiro Maia, 60 anos, que há pelo menos 40 anos procurava uma namorada. “Zé”, como é popularmente conhecido, ficou famoso em Maringá, Norte do Paraná, depois de se expor em redes sociais, na imprensa e espalhar bilhetes e cartazes pela cidade em busca de seu grande
amor.

“A vida ficou mais leve depois que conheci ela”, disse Zé, que está completamente apaixonado.

O pedreiro encontrou a namorada graças à mobilização que a história ganhou em outubro de 2016. Meses depois ele recebeu um telefonema de uma mulher que preenchia todos os requisitos que ele queria. “Ela disse no telefone que era morena e feliz do mesmo jeito que eu sempre sonhei”, acrescentou.

Os dois então marcaram um encontro, começaram a se ver eventualmente e há pelo menos dois anos  firmaram namoro.

“Ela é carinhosa como nunca achei na vida. Mesmo eu sendo pobre ela não larga de mim nem a pau. Já falei pra ela arrumar um homem rico e ela diz que não quer porque me ama e não vai largar de mim”, disse Zé feliz da vida com o amor que encontrou.

E para quem está nesta busca por um amor o Zé recomenda não desistir. “Tem que continuar procurando. Uma hora aparece. Eu nunca desisti. Tinha certeza que iria aparecer um dia uma mulher do jeito que eu queria. E ela apareceu”, comentou.

Zé foi tema de várias reportagens em 2016 – Foto O Diário do Norte do Paraná

Conheça a namorada do Zé

Morena, 1,20m de altura, 59 anos e de bem com a vida. Assim é a nova namorada do Zé que se chama Márcia. A aposentada cuida atualmente de idosos em Maringá e não gosta muito de se expor. O planos do casal é ficar noivo em breve.

Pelo menos esse é o maior desejo do pedreiro apaixonado. “Estamos namorando e quem sabe esse ano a gente noiva. Quero muito me casar com ela, mas vamos com calma igual ela sempre fala pra mim [risos]”, disse Zé à reportagem do GMC Online.

Zé já foi casado

Pai de quatro lhos, todos casados, e avô de seis netos, Zé se casou aos 18 anos com sua primeira e única mulher. O casamento deu certo por alguns anos, mas o casal resolveu seguir caminhos diferentes. Após 40 anos solteiro, Zé decidiu fazer bilhetes e espalhar pela cidade em busca de seu grande amor. A ideia deu certo e hoje ele está namorando e feliz.

“Nunca tive sorte no amor, rapaz. As mulheres nunca me levaram a sério nesse período solteiro. Agora, até que enm encontrei o amor da minha vida.”

Assista à entrevista de Zé no GMC Online: