Subiu a ocupação nas UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) do SUS (Sistema Único de Saúde) em Curitiba, de acordo com o boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SESA) neste domingo (28). Os leitos exclusivos para a covid-19 dos Hospitais Santa Casa, da Cruz Vermelha, Erasto Gaertner e Evangélico não têm mais vagas disponíveis. Além disso, na região metropolitana de Curitiba, o Hospital Municipal de São José dos Pinhais também chegou a 100% de ocupação, mesma realidade vivida no Hospital Regional de Paranaguá, no Litoral, único a receber pacientes graves da região.

(Foto: Divulgação)

Confira o balanço das últimas 24 horas

Hospital Evangélico: 23 leitos de UTI com 23 ocupados (taxa de 87%). 48 leitos de enfermaria com 42 ocupados (taxa de 88%). Três leitos de UTI que estavam disponíveis ontem foram ocupados. Na enfermaria, mais sete internamentos de um dia para o outro.

Hospital Santa Casa: Dez leitos de UTI com todos ocupados (taxa de 100%). Dez leitos de enfermaria com sete ocupados (taxa de 70%). Sem alteração na ocupação de UTIs e três vagas abertas na enfermaria de um dia para o outro.

Hospital da Cruz Vermelha: Sete leitos de UTI com todos ocupados (taxa de 100%). Dez leitos de enfermaria com dez ocupados (taxa de 100%). Sem alteração de um dia para o outro.

Hospital Erasto: Dez leitos de UTI com dez ocupados (taxa de 100%). 30 leitos de enfermaria com 24 ocupados (taxa de 80%). Sem alteração na ocupação de UTIs e um leito a menos de enfermaria de um dia para o outro.

Hospital Municipal de São José dos Pinhais: dez leitos de UTI com todos ocupados (taxa de 100%). Único leito que estava disponível foi ocupado de um dia para o outro.

Hospital Regional do Litoral: 10 leitos de UTI com todos ocupados (taxa de 100%). 10 leitos de enfermaria com 2 ocupados (taxa de 20%). Sem alteração de um dia para o outro.

Hospital do Trabalhador: 22 leitos de UTI com 20 ocupados (taxa de 91%). 34 leitos de enfermaria com 20 ocupados (taxa de 59%). Um leito de UTI a mais ocupado e também um a mais de enfermaria de um dia para o outro.

Hospital de Reabilitação, anexo ao Trabalhador: 52 leitos de UTI com 47 ocupados (taxa de 90%). 32 leitos de enfermaria com 19 ocupados (taxa de 59%). Dois leitos de UTI a menos e três a menos de enfermaria.

Hospital do Idoso: 30 leitos de UTI com 25 ocupados (taxa de 83%). Quatro vagas de UTI disponíveis de um dia para o outro.

Hospital do Rocio em Campo Largo: 103 leitos de UTI com 80 ocupados (taxa de 78%). 212 letos de enfermaria com 106 ocupados (taxa de 50%). Mesma taxa de ocupação de UTI e seis a mais em enfermaria de um dia para o outro.

Hospital de Clínicas: 61 leitos de UTI com 44 ocupados (taxa de 72%). 83 leitos de enfermaria com 63 ocupados (taxa de 76%). Uma vaga a mais disponível em UTI e três a menos em enfermaria de um dia para o outro.

Hospital São Lucas Parolin em Campo Largo: oito leitos de UTI com um ocupado (taxa de 13%). Dez leitos de enfermaria com nenhum ocupado (taxa de 0%). Sem alteração de um dia para o outro.