Uma boa notícia para os porteiros, zeladores e demais funcionários de condomínios residenciais e comerciais de Curitiba e região metropolitana: foi assinada, nesta quinta-feira (26), a Convenção Coletiva dos trabalhadores para os anos de 2019/2020, além de acordo semelhante retroativo referente aos anos 2018/2019. Para aqueles que exercem essa função desde o dia 1° de maio deste ano, o reajuste ficará em 6% no salário e também na cesta básica. O acordo tem validade até o dia 30 de abril de 2020.

Foto: Divulgação José Cruz/EBC

Em entrevista à Banda B, o presidente do Sindicon, Hélio Rodrigues da Silva, explicou o porquê da demora das negociações para a convenção do ano passado. “O patronal queria dar apenas a inflação, mas nós insistimos um reajuste maior. O Secovi queria repor somente a inflação de 1,69% e nós não aceitamos. Com muito empenho, conseguimos um reajuste de 3% no salário e de 4,83% na cesta básica, para o período de  maio de 2018 até abril de 2019”, contou.

A diferença de 2018 será paga em duas vezes, segundo ele. “Quem não recebeu o reajuste no ano passado tem os doze meses do seu salário corrigido em 3%”, disse o representante do Sindicon.

A reunião entre o representante dos trabalhadores, o Sindicato dos Empregados em Edifícios Residenciais, Comerciais de Curitiba e Região (Sindicon), e o representante patronal, Secovi-PR (Sindicato da Habitação e Condomínios), também decidiu sobre o acordo retroativo da Convenção Coletiva referente aos anos de 2019 e 2020.

“Entramos em acordo também para o período de maio de 2019 a abril de 2020. O aumento será de 6% no salario e 6% na cesta básica”, acrescentou Hélio Rodrigues.

Já segundo o advogado do Secovi-PR, Arthur Pontes, o desacordo entre os sindicatos aconteceu por um abandono das negociações por parte da Sindicon. “No ano passado, iniciamos as negociações em abril e em outubro eles abandonaram. Nós fechamos esse acordo em todo o estado”, disse à reportagem da Banda B. “Nós oferecemos os 3% e aí não houve negociação porque eles não concordaram, completou.