Assim como outras entidades espalhadas pelo Brasil, o Sindicato das Escolas Particulares do Paraná (Sinepe) também quer prioridade de vacinação para professores e funcionários que atuam na educação. Em entrevista à Banda B nesta segunda-feira (11), o presidente da entidade, Douglas Oliani, informou que não pode fazer promessas, mas garantiu uma atuação para que as aulas possam ser retomadas em breve à normalidade.

Foto: Divulgação Colégio Positivo

“Por mais que sejamos um sindicato patronal, temos uma grande preocupação e é importante mostrar que esse é um mote também nosso”, disse Oliani.

As escolas particulares também foram profundamente afetadas pela pandemia do coronavírus e posterior suspensão das atividades presenciais.

Em novembro, porém, as instituições ganharam autorização do Governo do Estado para retomar, desde que observados medidas sanitárias de combate à Covid-19.

Segundo Oliani, a expectativa é de que 2021 seja um ano muito melhor. “O que a gente tem para esse instante é que a retomada irá ocorrer em modelo híbrido, com calendário dinâmico para atividades conceituais e extracurriculares, para garantir a alternância dos encontros e devido distanciamento social, que é o que mais evita a transmissão”, concluiu.

Cada rede escolar tem autonomia para definir a data de retomada.