Em menos de 24 horas, ao menos quatro veículos foram multados e removidos da via pública por estacionamento irregular por agentes de trânsito e guardas municipais. Os quatro casos tinham um ponto em comum: estacionar em local proibido era uma prática corriqueira. Somados, os débitos ultrapassam os R$ 50 mil.

Veículos são removidos por estacionamento irregular. Foto: Divulgação

“Eram infratores de trânsito contumazes que, além de multas recorrentes por estacionamento irregular, colocavam em risco a segurança viária para outros motoristas, ciclistas e pedestres, com condutas perigosas”, alerta o secretário de Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel.

Os casos foram constatados em fiscalizações de trânsito de rotina nos bairros Alto da XV, São Francisco e Centro. Além do estacionamento irregular, os veículos estavam com IPVA e licenciamento atrasados.

Três deles foram na manhã desta terça-feira (17). Com R$ 25 mil em débitos, um Ford Cargo estava estacionado em local proibido, rente à faixa amarela na Rua 21 de abril. O caminhão tinha multas diversas por excesso de velocidade e por transitar em local/horário proibidos pela regulamentação específica, fora do Estado.

Já um Citroen C3, que estava estacionado em guia rebaixada destinada à entrada e saída de veículos, em frente a uma farmácia na Rua Nilo Cairo, acumulava multas por estacionamento irregular.

Em meio aos R$ 5,7 mil em multas devidas, também havia outras infrações diversas: dirigir utilizando telefone celular, avançar sinal vermelho, dirigir acima do limite de velocidade estabelecido, trafegar na contramão, não usar o cinto de segurança, parar sobre faixa pedestres na mudança sinal e, com o carro em movimento, deixar de manter acesa a luz baixa durante a noite.

“São hábitos extremamente perigosos e que podem causar acidente. Em um dos casos, o condutor avançou o sinal vermelho no meio da tarde, em local de grande circulação de veículos”, pontua Rangel. A situação ocorreu no cruzamento semaforizado das ruas Padre Agostinho com Francisco Rocha, no bairro Batel.

Em vaga para táxi e para o ônibus

Na Rua João Manoel, no São Francisco, um Fiat Uno estava estacionado em vaga exclusiva para táxi. No histórico, R$ 10,4 mil em multas. Em situações anteriores, já tinha sido flagrado estacionado no passeio, em frente à guia rebaixada e em vaga de idoso sem uso de credencial, além de ocupar vaga do Estacionamento Regulamentado (EstaR) em desacordo com a regulamentação. O condutor também tinha registro de dirigir com excesso de velocidade, usar o telefone celular e avançar o sinal vermelho.

Já na tarde da segunda-feira (16/12), um carro Renault Fluence foi visto pelas equipes de fiscalização estacionado em ponto de embarque e desembarque de transporte coletivo na Avenida Luiz Xavier, na Boca Maldita. Acumulava R$ 13 mil em licenciamento e multas. Mais uma vez, diversas infrações por excesso de velocidade (na cidade e em rodovias) e, também, por uso do celular e por ultrapassar na contramão.

Os quatro veículos foram levados ao pátio da Superintendência de Trânsito (Setran). Para serem retirados, os proprietários precisam quitar todos os débitos devidos, além da diária no pátio e a remoção. Informações sobre o processo podem ser conferidas aqui.