Algumas ruas de Curitiba, a partir desta semana, passarão por mudanças para melhorar – principalmente – as questões de trânsito e fluidez. Nesta terça-feira (19), por exemplo, a Superintendência de Trânsito (Setran) já alterou o sentido de circulação de uma rua no Juvevê e incluiu uma preferencial em um cruzamento do bairro Bom Retiro. Mas qual é a melhor solução para resolver determinadas questões de trânsito? Incluir lombadas físicas ou eletrônicas, semáforos, radares, etc., demandam um complexo entendimento para se chegar a uma solução.

Adotar medidas que realmente melhorem o trânsito requer técnicas e diversos estudos para que a solução atenda, de forma eficiente, tanto o pedestre quanto o motorista. Maurício Rasera, diretor de projetos e implantação da Setran (Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito de Curitiba), explica que é necessário analisar e estudar qualquer via para se chegar em um veredito: “Sobre um acidente, por exemplo, é preciso se atentar o que causou o acontecimento… Foi por imprudência? É uma questão de visibilidade ou velocidade? Para chegarmos a uma solução precisamos entender o real problema”, destacou.

Foto: Reprodução/Google Street View

“Geralmente, as pessoas sugerem uma lombada física como solução, mas muitas vezes não é. Exemplo disso é que há uma legislação federal que estabelece onde podemos instalar ou não”, disse.

O representante da Setran, em entrevista à Banda B, ainda ressaltou que esta não é uma tarefa simples, ainda mais quando se trata de segurança. Cada via é classificada de uma forma e demanda de políticas específicas: “As vias rápidas são chamadas assim justamente por serem rápidas. Então, eu não posso colocar várias intervenções físicas para reduzir velocidade, pois a vocação dela é dar fluidez ao transito. Logo, teremos de trabalhar com outros equipamentos”, afirmou.

Para ele, a comunidade tem um papel fundamental quando o assunto é trânsito. Ninguém sabe melhor como ele funciona e flui em uma certa região, quanto os próprios moradores e as pessoas que sempre circulam pelo local. “É importante que a população nos mostre o que está acontecendo para que possamos intervir da melhor forma possível”, concluiu.

Alterações em Curitiba

Juvevê

Uma quadra da Rua Marechal Mallet terá alteração de sentido de circulação, com implantação de vagas de estacionamento de um dos lados. O fluxo de veículos seguirá somente da Rua Rocha Pombo em direção à Moysés Marcondes. A medida atende uma escola localizada na quadra.

Bom Retiro

A Rua João Oliveira Passos, no bairro Bom Retiro, passa a ter preferência de tráfego de veículos no cruzamento com a rua Padre Francisco Auling, a partir desta terça-feira (19). Segundo a Setran, essa intervenção corrige problemas de visibilidade e de geometria na pista.

Água Verde

A Travessa Capitão Clementino Paraná passa a ter sentido único de circulação da Avenida Água Verde para a Rua Guilherme Pugsley, neste trecho. A mudança acontece nesta quarta-feira (20), a partir  das 11h.

Também a Rua Salustiano Cordeiro passa a ter sentido único de circulação da Rua Guilherme Pugsley para a Rua Marquês do Paraná, e a Rua Marquês do Paraná passa a ter sentido único de circulação da Rua Salustiano Cordeiro para a Guilherme Pugsley.

A alteração reduz conflitos viários por causa da visibilidade e era uma demanda apresentada por moradores e pelo Conselho de Segurança (Conseg) local.

Sítio Cercado

Um novo semáforo será ligado no cruzamento das ruas Sant’Ana do Itararé e Nova Aurora.