A notícia sobre a proposta da Associação Comercial do Paraná (ACP) de reabertura dos shoppings em Curitiba, na segunda-feira (18), preocupou o Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba (Setransp). Por meio de nota, emitida nesta terça-feira (19), a entidade pede que, caso a solicitação seja aceita pela prefeitura, as autoridades estabeleçam regras e condições de funcionamento de modo a não sobrecarregar o transporte coletivo e causar aglomerações.

Foto: SMCS

Para o Setransp, é fundamental que os horários de funcionamento dos shoppings não coincidam com os horários de pico no sistema de transporte coletivo.

Desde o início da pandemia, segundo o sindicato, as empresas de ônibus têm reforçado a higienização dos ônibus, disponibilizarndo álcool em gel para seus colaboradores e fazendo campanhas constantes em suas redes sociais sobre a importância do distanciamento social e da obrigatoriedade quanto ao uso de máscaras.

As empresas também estariam atuando em parceria com a Urbs (Urbanização de Curitiba) para que os ônibus rodem com no máximo 50% de sua capacidade. Outras medidas incluiriam cuidar com aglomerações no embarque e desembarque dos ônibus, manter a distância mínima de 1,5 metro de outro passageiro, usar máscara e utilizar o transporte coletivo em horários alternativos, se possível. Idosos só devem usar o ônibus em caso de extrema necessidade.

“As empresas de ônibus esperam que esse alerta possa contribuir para garantir a saúde dos passageiros e possibilitar a volta do comércio com segurança”, finaliza a nota.

Proposta

Donos de shoppings estiveram reunidos na sede da Associação Comercial do Paraná (ACP), em Curitiba, com representantes do Governo do Paraná e da Prefeitura de Curitiba, na tarde desta segunda-feira (18), a fim de fazer um pedido para a reabertura dos estabelecimentos. Os proprietários decidiram pela entrega ao prefeito de Curitiba, Rafael Greca, de uma carta assumindo responsabilidades sanitárias para a retomada das atividades econômicas, com horário diferenciado das 12h às 20h.

Sobre a reunião, a Banda B buscou contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Curitiba, que informou que aguarda o encaminhamento da proposta elaborada pela Associação Comercial do Paraná para a reabertura dos shoppings. “O município adianta que a análise será feita com base em questões técnicas, considerando o controle da doença na capital e o funcionamento adequado da cidade. A legislação que determinou o fechamentos dos shoppings centers é estadual”, informou.