O programa “Descomplica ” que visa reduzir a burocracia no Estado e simplificar a abertura de novas empresas foi lançado, nesta quarta-feira (14), pelo governado Ratinho Junior, no Palácio Iguaçu. A iniciativa envolve a Junta Comercial, a Secretaria da Fazenda, Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária, Instituto Ambiental do Paraná, Celepar e o Sebrae.

(Foto: AEN)

De acordo com o governador, com o novo programa será possível abrir uma nova empresa em apenas um dia. “O Paraná apresentava uma demora de até oito dias na Junta Comercial para abertura de uma empresa. Hoje com apenas um dia será possível abrir um novo negócio, já tivemos casos de uma empresa ser aberta em duas horas. É mais uma medida de inovação e modernização do Estado para que as pessoas possam empreender, gerar empregos e ajudar o nosso estado a se desenvolver”, afirmou Ratinho Junior que acredita ser a burocracia o grande mal do país.

“Um grande mal do Brasil é a burocracia. Queremos diminuir a papelada, simplificar, unificar as decisões e dar velocidade ao processo. Quando assumimos o governo em janeiro, o Paraná tinha 4 mil pedidos de abertura de empresa na fila e em março conseguimos zerar essa espera”, contou o governador.

O contador Ailson Mesquita, que trabalha na área há 25 anos, explica que ainda existem pontos a serem aprimorados no processo de abertura de um novo negócio, mas que comparado a anos anteriores houve uma grande melhora. “Quatro anos atrás demorava no mínimo de 30 a 40 dias a abertura de uma empresa. Se você quisesse abrir uma panificadora, por exemplo, teria que passar pelos bombeiros, conseguir um alvará, para então dar entrada na vigilância sanitária, nisso tudo você já tinha perdido uns 60 dias. A vigilância especialmente ainda demora um pouco, mas as coisas estão melhorando muito”, afirmou o contador que trabalha em família no seu escritório.

“Semana passada minha esposa, que trabalha comigo, ficou impressiona ao ver que uma empresa que ela tinha assinado documentos fazia apenas 3 ou 4 dias, estava aberta com CNPJ, alvará, inscrição estadual, tudo na mão”, relata ele.

O Paraná bateu recorde na geração de empregos no primeiro semestre com quase 40 mil novos postos de trabalho. Os pequenos negócios foram responsáveis por 30.221 deles, 21,4% a mais que no mesmo período do ano passado