Cerca de 20 professores da rede municipal de Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba, terão os contratos suspensos a partir desta terça-feira (12) e ficarão sem receber salários até que a volta das atividades letivas seja autorizada. De acordo com o prefeito Angelo Andreatta (Lara), os profissionais foram contratos em regime PSS e devem ser substituídos por educadores concursados.

Foto: Hedeson Alves

“Nós estamos em um momento difícil para todos e estamos cumprindo aquilo que determina o Tribunal de Contas, dando preferência ao concursado e assim aos poucos substituindo o contrato temporário. Como temos um concurso público válido, homologado, eu sou obrigado a dar preferência aos concursados”, explica o prefeito.

Um dos professores que teve o contrato suspenso, e preferiu não se identificar, procurou a Banda B e disse não saber como vai pagar suas contas básicas nesse período. “Questionei a secretária da educação sobre como fica as contas básicas destes profissionais. Simplesmente não fui respondido. Eu fui um dos professores que foram prejudicados e tenho outros colegas que também estão indignados com essa situação”, disse ele.

O Processo Seletivo Simplificado – PSS é destinado a selecionar profissionais para atender ao suprimento temporário de professores e funcionários das escolas na rede municipal de ensino.