A primavera começa oficialmente na manhã desta terça-feira (22) no Paraná e a previsão é de uma temperatura acima da média e menos chuva que o esperado para o período, segundo previsão do Sistema Meteorológico Simepar. A influência do fenômeno La Niña fará com que o tempo se comporte diferente do que o esperado e até necessário por conta da estiagem que atinge o Paraná, que com isso não deverá desacelerar nos próximos três meses.

Curitiba – Memorial Ucraniano. Foto: José Fernando Ogura/ANPr

 

A primavera vai até o dia 21 de dezembro e, de acordo com a meteorologista Ana Beatriz Porto, do Simepar, indicativos mostram uma estação com temperaturas acima da média esperada. “Indicativos mostram que deveremos ter uma estação um pouco mais quente do que normalmente ocorrre”, destacou.

Apesar do calor, a chuva deverá ser abaixo da média esperada para o período, o que preocupa por conta da estiagem que o Paraná passa. “A previsão é de chuva dentro do normal ou ligeiramente abaixo e isso não é um bom indicativo. Estamos começando a sofrer a influencia do fenômeno La Ninã, que diminui a chuva e o tempo dela dentro das cidades”, disse Ana Beatriz.

Ainda de acordo com a meteorologista, as chuvas devem ser mais frequentes nos meses de novembro e dezembro, mas elas devem ser menos constantes do que o normal. “As chuvas começam a ser mais frequente lá para novembro e dezembro, mas com o La Niña deveremos ter vários dias consecutivos sem chuva, como está acontecendo no inverno, o que não é comum, porque na primavera elas normalmente não ficam tão espaçadas”, ponderou.

Nesta terça-feira, primeiro dia da primavera, a característica ainda é de inverno para Curitiba e região. A máxima hoje não deve passar dos 15°C e amanhã de 19°C. Já no fim de semana, o calor deve voltar, com sábado e domingo tendo temperaturas acima dos 30°C.