Catracas destruídas. Foto: Colaboração/Banda B

 

O presidente da Urbanização de Curitiba (Urbs ), Ogeny Pedro Maia Neto, afirmou que entrará na Justiça contra os clubes do Athletico e Coritiba devido às destruições na noite desta quinta-feira (30) em terminais de ônibus em Curitiba. A Urbs também acionará na Justiça os diretores das torcidas organizadas de ambos clubes. O clássico Athletiba teve confrontos em dois terminais de ônibus da capital – Pinheirinho e Capão da Imbuia – que terminaram em prejuízos materiais.

De acordo com testemunhas, torcedores dos dois clubes desceram do ônibus Circular e começaram a quebrar as instalações do terminal, horas antes do início da partida pela primeira fase do Campeonato Paranaense. Catracas e janelas de ônibus e dos terminais foram quebrados.

Por meio de nota, a Guarda Municipal (GM) afirmou o registro de 12 ocorrências de confronto e tumulto entre torcidas rivais na noite de ontem. A maioria dos casos envolvia pequenos grupos de pessoas.

Na estação-tubo Maria Clara, um ônibus biarticulado da linha Santa Cândida-Capão Raso, que seguia sentido Centro, foi danificado durante a briga. Segundo relato de passageiros, um grupo de torcedores do Coritiba arremessou uma pedra contra uma das portas do coletivo, estilhaçando o vidro.

Outros casos foram registrados nos terminais Vila Oficinas, Pinheirinho, Capão da Imbuia e Portão, e nas estações-tubo Vila Nova, Centro Cívico e Passeio Público.

 

*** Mais informações serão repassadas ao vivo, a partir das 15 horas, durante o Jornal da Banda B 2ª edição, com apresentação de Geovane Barreiro.