Com a divulgação do último boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Paraná, aumenta o alerta sobre os cuidados com a proliferação do mosquito Aedes aegypti. Até o momento, foram registrados sete óbitos decorrentes da dengue, são cinco mortes a mais que o informe da semana anterior. Em Pinhais, não há registro de casos da doença, mas os Agentes da Saúde encontram focos por diversos pontos no município.

Também subiu o número de casos confirmados, passando de 7.618 para 10.882, um aumento de 42,82% em relação à semana anterior. São 198 municípios com casos confirmados para a doença, 34 municípios se encontram em epidemia e 26 cidades estão em situação de alerta.

Os números também assustam quando observada a semana epidemiológica 31/2019 (primeira semana de agosto) à 04/2020, com o registro de 39.423 casos suspeitos de dengue, destes, 15.522 foram descartados e 13.019 estão em investigação.

Focos em Pinhais

No município, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde, mantém o trabalho de monitoramento realizado pelos Agentes de Combate às Endemias que visitam os imóveis diariamente. Entretanto, é necessário que a população abra suas casas para que as ações sejam realizadas de forma mais efetiva e continue monitorando o quintal.

Segundo Vanessa Loyola Fontoura, diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, mais de 70% dos focos são encontrados em residências, e estão por todo o município, por isso a importância da colaboração da comunidade. “Qualquer objeto que acumule água pode ser um ambiente propício para a proliferação do mosquito, de um papel de bala a uma piscina. Portanto, este é um momento para estarmos todos em alerta. Esta é uma preocupação constante da Prefeitura, que faz o seu trabalho, mas é essencial que a população faça sua parte. Tenho certeza que ninguém deseja que a dengue se torne um problema maior para nossa cidade”, ressalta a diretora.

Serviço

Em caso de dúvidas, entre em contato com a Vigilância Ambiental de Pinhais pelo telefone (41) 3912-5396.