Os prefeitos da região metropolitana de Curitiba (RMC) decidiram, na tarde desta segunda-feira, manter os comércios abertos aos domingos, diferente da decisão tomada pela Prefeitura de Curitiba. Durante a reunião no Fórum Metropolitano de Saúde, organizado pela Assomec (Associação dos Municípios da Região Metropolitana), o entendimento foi de que fechar no primeiro dia da semana causaria aglomeração no sábado, especialmente por se estar no período do Natal e pelo morador metropolitano ter o costume de frequentar os comércios aos finais de semana.

Presidente da ASSOMEC Marcio Wozniack no fórum virtual. Foto: Assessoria

 

Segundo o presidente da Assomec e prefeito de Fazenda Rio Grande, Márcio Wozniack, foram três horas de reunião com a presença dos prefeitos da RMC, a Prefeitura de Curitiba e o Governo do Paraná. “85% das decisões foram comuns, com exceção dos fechamentos aos domingos. Os prefeitos metropolitanos entenderam que o comércio fica aberto. A Prefeitura de Curitiba pediu que os municípios também fechassem, mas não houve esse entendimento”, descreveu à Banda B.

Apesar da decisão da Assomec, cada prefeito tem a liberdade de decidir se fecha o comércio aos domingos caso queira. “O prefeito é autônomo na sua cidade. Os prefeitos da RMC não percebem que fechar aos domingos seja um fator que evite aglomerações, porque acaba gerando aglomeração no sábado ou no dia seguinte”, ponderou Wozniack.

O representante dos prefeitos da RMC ainda lembrou que os municípios metropolitanos têm uma peculiaridade. “Nosso maior movimento de pessoas comprando é de noite ou no fim de semana. Então, quando você fecha no domingo, causa muita aglomeração no sábado. O mês de dezembro é atípico, então acreditamos ser melhor espaçar esta possibilidade”, concluiu.

Os prefeitos da RMC pretendem aumentar a fiscalização no comércio aos fins de semana para evitar aglomeração.