Com piora no quadro clínico, o prefeito de Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba, Marcelo Puppi, precisou retornar ao coma induzido nesta terça-feira (5). A informação foi confirmada pelo Hospital Nossa Senhora do Rocio, em boletim divulgado pelas redes sociais do prefeito.

Reprodução

“Informamos que o Excelentíssimo Sr. Prefeito Marcelo Fabiani Puppi permanece internado em UTI, apresentando piora do quadro clínico, sendo necessário retornar nesta data para sedação plena (coma induzido), estando traqueostomizado, em ventilação assistida, com instabilidade hemodinâmica e uso de medicações vasoativas”, diz o boletim.

Reeleito para o cargo, Puppi havia acordado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na última sexta-feira (1). Ele está internado desde o início de dezembro por complicações da covid-19.

Na UTI, Puppi foi empossado. “O ato seguiu todas as normas de segurança, não sendo realizado nenhum tipo de cerimônia. Uma comitiva de três vereadores se dirigiu ao hospital e um representante da Câmara Municipal, bem como, alguns profissionais da saúde atestaram o ato. Na leitura do juramento previsto na Lei Orgânica do município, por gestos, o prefeito consentiu assertivamente, sendo então dada a ele a posse”.

Ainda não há previsão de alta.