Ao lado das outras cidades da região metropolitana de Curitiba, Almirante Tamandaré optou por medidas restritivas a diversas atividades e um ‘lockdown’ aos domingos. A intenção, de acordo com o prefeito Gerson Colodel, é salvar vidas neste momento em que a curva de novos casos de coronavírus é crescente. Ele falou neste domingo ao Jornal Metropolitano*, da Rádio Banda B.

Colodel falou ao Jornal Metropolitano, da Rádio Banda B

 

Inicialmente, o prefeito explicou os motivos para a adoção de medidas mais pesadas no controle da doença. “Neste momento não é possível Tamandaré tomar uma atitude e Colombo outra, com relação às academias, por exemplo. Nós definimos algumas regras em comum relacionadas ao comércio, pelo decreto metropolitano definido na reunião de prefeitos feito pelo Fórum Metropolitano de Saúde da Assomec (Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba)”, descreveu. (Confira mais sobre o decreto de Almirante Tamandaré clicando aqui)

Segundo o prefeito, o entendimento é que o momento é de salvar vidas. “Temos que nos preocupar também com a economia, mas entendemos que neste momento chegamos ao pico de casos e medidas mais preventivas precisam ser tomadas. Temos a turma do abre tudo e a do fecha tudo, mas nós gestores temos que ter bom senso neste momento. É justamente pensando nisso que nós regramos medidas mais duras por 14 dias”, destacou.

O gestor ainda ressaltou como está sendo o atendimento para casos de coronavírus na cidade. “Temos uma unidade de atendimento respiratório ao lado do PA (Pronto Atendimento)24 horas, com respiradores se necessários aos moradores. Além disso, temos a Unidade do Tanguará, no bairro Cachoeira, que também atende pacientes com suspeitos da covid-19. A nossa regulação para leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) se dá pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa)”, salientou.

Investimentos

Por fim, o prefeito falou sobre o investimento na área da Saúde, como a entrega nos últimos dias da Unidade de Saúde do bairro Cachoeira. “Uma grande novidade para a população, com um atendimento diferenciado até as 22h. Além disso, estamos investindo forte em EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e camas hospitalares para nosso Pronto Atendimento”, concluiu.

*O Jornal Metropolitano vai ao ar aos sábados às 23 horas e aos domingos a partir das 6 horas, pelo AM 550 e FM 107,1. A apresentação é de Luiz Henrique de Oliveira e Elizangela Jubanski.