Fazer a sociedade civil organizada e o poder público trabalharem lado a lado, com o objetivo de planejar o desenvolvimento municipal para as próximas décadas, especificamente 20 anos, em um plano estratégico de ações participativas de médio e longo prazo. Foi com esse intuito que surgiu o Programa de Desenvolvimento Econômico de Fazenda Rio Grande, o PROFAZ, que teve seu conselho gestor apresentado aos moradores na manhã desta terça-feira (19).

 

O PROFAZ foi aprovado por lei e tem um comitê organizador composto por membros da Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores, Associação Comercial e Industrial de Fazenda Rio Grande (ACINFAZ) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE).

O presidente do PROFAZ, Gastão Gonchorovski, que também comanda a ACINFAZ, explicou que a intenção é fazer com que a sociedade civil tenha um dialogo permanente com o poder público. “O PROFAZ é formado por um conselho de lideranças, que vai proporcionar dialogo permanente da sociedade civil junto ao poder público. Tem toda uma metodologia e fundos de investimentos, para elementos de planejamento. Vão passar por aqui as decisões sobre o que é bom e importante para a cidade. É a gestão participativa que tanto se sonha”, descreveu à Banda B.

Segundo Gonchorovski, a intenção é planejar Fazenda Rio Grande pensando em 2040, dando um exemplo prático neste sentido. “Por exemplo, se você precisa mudar o eixo de uma avenida e transformar em um binário, o PROFAZ vai trabalhar junto com a administração municipal para discutir isso. Vamos levar nossa visão, entregando um posicionamento ao poder público, que tem o poder de definir o que fazer. É um embasamento importante para eles”, salientou.

(Foto: Divulgação)

 

Presente no evento, o prefeito de Fazenda Rio Grande, Márcio Wozniack, destacou a importância do PROFAZ para o futuro da cidade, evitando que o poder público se embase por fake news. “Muitos se embasam por redes sociais, mas nem sempre aquilo é verdade. Trazer estas pessoas, que não têm interesse direto com a administração municipal, é fundamental. Fazem parte do conselho presidentes de sindicatos, classes médicas, entre outros. Tenho certeza de que a sociedade de Fazenda Rio Grande verá um novo futuro, trazendo qualidade de vida e muito mais”, afirmou.

Wosniack salientou que o desenvolvimento de Fazenda Rio Grande faz a diferença para cidades vizinhas. “Tem industria em Fazenda com mais de dois mil funcionários, que metade dos trabalhadores são de Agudos, Tijucas do Sul e Mandirituba. Isso é importante para todo o eixo metropolitano, que cresce em todos os sentidos”, salientou.

Também no evento, consultor do Sebrae, Vinicius Milani, ressaltou que ideias como o PROFAZ são fundamentais para organizar as cidades internamente. “Os municípios precisam ser protagonistas. Exemplos como o PROFAZ, aliados a políticas publicas, formam o Pró-Metropole, implementando diretrizes estratégicas e fazendo uma RMC melhor”, destacou.