Antes mesmo da chegada da Covid-19, o trabalho híbrido já era visto como tendência no mercado de trabalho brasileiro. De acordo com a pesquisa “Covid-19 Consumer Study”, do IBM Institute for Business Value (IBV), 52% dos entrevistados querem manter o home office após a pandemia, enquanto apenas 10% desejam voltar aos escritórios e trabalhar presencialmente. A mudança na forma de trabalho, porém, exige organização.

Divulgação

De acordo com o coordenador dos sistemas de Saúde do Instituto das Cidades Inteligentes (ICI), Jefferson Vachowicz, o trabalho híbrido, que inclui dias presenciais e remotos, desperta ainda mais a necessidade de organização por parte de funcionários e gestores. “Disciplina e planejamento são dicas para qualquer modalidade de trabalho. O ideal é sempre começar planejando o dia, elencando atividades e definindo as metas para conclusão. A disciplina precisa ser estabelecida desde a hora de acordar até o horário de encerrar o expediente”, explica.

Segundo a pesquisa, 25% dos brasileiros desejam retomar as atividades presenciais, mas podendo trabalhar de casa eventualmente.

As questões pessoais e familiares, porém, não podem ser deixadas de lado. “É essencial conscientizar as pessoas que fazem parte do seu convívio. Explicar que em determinado período, embora você esteja presente, está dedicado ao seu trabalho e deixar clara sua nova rotina. Também é primordial que o colaborador organize sua agenda e saiba o horário de parar, já que os familiares podem começar a sentir sua ausência, mesmo que alguns dias de trabalho sejam em casa”, ressalta Jefferson Vachowicz.

Atualmente, 11,7% dos brasileiros estão trabalhando no modelo de home office, segundo levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

“Para empresas que pretendem adotar esses modelos por mais tempo, a estrutura fornecida ao colaborador faz toda a diferença. A ergonomia do ambiente de trabalho em casa e a conexão com internet, que apresenta lentidão em alguns momentos, são dois pontos essenciais para que o trabalhador tenha sucesso. Além disso, a empresa precisa ter compreensão, já que, no home office, interrupções como crianças brincando, cachorros latindo e barulhos de reformas são inevitáveis”, finaliza Vachowicz.

Serviço

E, para auxiliar pessoas que estão passando por essa transição ou querem garantir uma capacitação profissional, o ICI está promovendo o projeto Trilha Digital Online, iniciativa que conta com palestras sobre o mercado de trabalho durante o mês de outubro. A programação completa está no site da Associação dos Deficientes Físicos do Paraná (ADFP) e as palestras são transmitidas e ficam disponíveis no Facebook da Associação.

Para conferir, basta clicar aqui.