Completou oito dias neste domingo (10) o desaparecimento do analista de treinamentos Adriano Aparecido de Amorin, de 38 anos. De acordo com a família, ele foi visto pela última vez no sábado (2), quando saiu de casa de bicicleta para ir até uma loja da região.

Reprodução

De acordo com o irmão, Aldair Aparecido de Amorin, a última pista de Adriano foi uma localização de celular. “Ele disse que iria até uma loja, mas a última localização se dá atrás do
Condor da Rua João Bettega. Nessa análise, descobrimos também que ele foi até o banco antes de sumir”, descreveu.

Adriano é pai de duas crianças, de seis e dez anos. Ele estava trabalhando em esquema ‘home office’, mas o sábado (2) era seu dia de folga.

A família dele está desesperada e não sabe o que pode ter acontecido. “Há uns quatro anos, ele fez tratamento para dependência química e chegou a desaparecer por dois dias, mas nada perto disso de agora”, concluiu o irmão.

Qualquer informação que leve até Adriano pode ser repassada pelo telefone de Aldair: (41) 9 9751-6461.