Draga virada no Rio Guaraguaçu, em Pontal – Foto: reprodução Agora Litoral

O operador de draga Wanderson Antonio Batista, de 39 anos, está desaparecido desde a noite da última sexta-feira (25). Ele operava o equipamento, que afundou e também provocou o vazamento de uma pequena quantidade de óleo diesel no rio, segundo informa o Portal Agora Litoral.

O Corpo de Bombeiros e policiais da 1ª Companhia Ambiental foram informados do acidente por outro funcionário da empresa E. Vieira Areal, que realizava extração de areia no Rio Guaraguaçu. De acordo com o funcionário, o último contato que manteve com Wanderson foi por volta das 19 horas de sexta, quando o operador teria informado que já estaria retornando ao ponto de descarga da areia.

Como não ouvia mais o som da draga, preocupado, o funcionário pegou seu barco e se deslocou rio acima, quando avistou a draga submersa. A partir daí, segundo ele, começou a tentar localizar o operador. Como não conseguiu, imediatamente informou as autoridades sobre o que teria ocorrido no local.

O Corpo de Bombeiros realizou as buscas por Wanderson até a noite deste sábado, tendo que interromper o trabalho devido à pouca luz e à turbidez da água. As buscas recomeçaram na manhã deste domingo, mas até esta segunda-feira ele não havia sido localizado.

As circunstâncias do acidente serão apuradas pela Capitania dos Portos do Paraná. Wanderson Antonio Batista é natural de Porto Amazonas, município localizado a 75 km de Curitiba.

Mais notícias do litoral do Paraná, clique aqui