Os ocupantes do Corcel 2 que foi esmagado por um Citroen Picasso na Linha Verde, no bairro Pinheirinho, em Curitiba, eram funcionários do terceiro turno da Alfa Transportes, empresa que faz o transporte de cargas e está localizada no bairro Campo de Santana, alguns quilômetros antes do local do acidente. Eles retornavam do trabalho quando acabaram se envolvendo no acidente fatal no início da manhã deste domingo (5).

A Banda B manteve contato com a Alfa e recebeu de funcionários a confirmação de que as vítimas trabalhavam na empresa. Um deles já foi identificado no Instituto Médico Legal (IML). Trata-se de Douglas Santos, de 23 anos, que trabalhava como operador.

Além das vítimas no Corcel, dois ocupantes do Citroen morreram no acidente. Duas pessoas sobreviveram, uma delas o motorista do Citroen que invadiu a pista contrária, causando a tragédia. Ele fugiu do local e não prestou socorro às vítimas. A informação é que o condutor deve se apresentar nas próximas horas na Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran), ao lado de um advogado e já fora do período de flagrante, o que pode fazer com que ele responda em liberdade.

O acidente

O Citroen Picasso parou em cima do Corcel 2 e os dois veículos pegaram fogo. Duas pessoas morreram no Citroen e três no Corcel 2. Todas as vítimas tiveram os corpos carbonizados. O Citroen ia sentido Fazenda Rio Grande quando invadiu a pista contrária atravessou a mureta, ‘rampou’ e parou sobre o Corcel. Logo em seguida os dois carros pegaram fogo.  A informação é que o motorista do Citroen vinha em alta velocidade.

Notícia Relacionada: