Foto: SMCS

 

As obras de recuperação e revitalização do asfalto da Rua Mateus Leme chegaram aos bairros Ahú e São Lourenço nesta semana. Nesta quinta (24/8) e sexta-feira (25/8) são feitos novos bloqueios no sentido Centro-bairro para obras de pavimentação e fresagem, que é a retirada do antigo asfalto da via.

Os motoristas que seguem do São Lourenço em direção ao Centro podem circular normalmente pela Mateus Leme. Os desvios e bloqueios são temporários e mudam a cada dia, conforme a obra avança. Agentes da Setran orientam o trânsito e informam os motoristas sobre desvios.

As opções para evitar o tráfego lento é desviar pela Nilo Peçanha, Avenida Cândido de Abreu e Marechal Hermes. Os trabalhos sempre são feitos das 9h às 11h30 e das 13h30 às 16h30, para gerar o mínimo de congestionamento possível.

Bloqueios

Na sexta-feira (25/8) os bloqueios de trânsito no sentido ao São Lourenço serão feitos entre as ruas Luiz Antonio Biazzetto e Lívio Moreira, no São Lourenço, para obras de fresagem. A pavimentação será feita entre as ruas Albano Reis e Deputado Fernando Ferrari, também no São Lourenço.

Nesta quinta-feira (24/8), as obras de pavimentação foram feitas no trecho entre as ruas Padre Francisco Auling e Albano Reis, no bairro Ahú. O asfalto que está sendo colocado é apenas a primeira camada do pavimento. Esta etapa é o serviço de reperfilagem, para corrigir as irregularidades da via. Depois, em setembro, será colocada a camada final de asfalto e feita a sinalização.

Já a fresagem acontece entre as ruas Brasilino Moura e Luiz Antonio Biazzetto.

Do Centro Cívico ao São Lourenço

Os trabalhos de pavimentação e fresagem fazem parte da obra de revitalização do asfalto da Rua Mateus Leme feita pela Prefeitura. A extensão total da obra é de 3.100 metros entre os bairros Centro Cívico e São Lourenço.

Toda a massa asfáltica usada na requalificação da Mateus Leme é produzida na Usina de Asfalto Engenheiro Gilberto Bueno, que fica no Abranches, e foi reativada pela Prefeitura no dia 21 de março deste ano. A produção própria de asfalto garante um bom andamento da obra e um custo 30% mais baixo para a administração municipal.

O investimento total na obra é de R$ 1,6 milhão e a previsão é que a fresagem e recape sejam concluídos até outubro. A orientação é que os motoristas dirijam com cuidado e diminuam a velocidade, pois há várias máquinas e operários trabalhando na via.