Pela primeira vez em quase dois meses, Curitiba voltou a ultrapassar a marca de 4,2 mil casos ativos da Covid-19, o que mais uma vez acende um sinal de alerta na cidade. Apenas em termos de comparação, a capital paranaense entrou na bandeira laranja no dia 4 de setembro, quando tinha 4.576 casos ativos. Ao definir medidas restritivas, esse é um dos principais fatores que pode levar a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) a mudar a cor da bandeira, já que é o número de pessoas com potencial de transmissão do vírus.

CURITIBA, PR, 11.08.2020 – CORONAVÍRUS-PR (Foto: Hedeson Alves/Folhapress)

Segundo o boletim da Covid-19, divulgado no sábado (7), a capital paranaense tem no momento exatos 4.236 casos ativos. O número reflete diretamente na taxa de transmissão da cidade, que atualmente está em 1,11. Apesar de apontar para uma estabilidade, esse número não demonstra um atual estágio de queda na curva da doença.

Diante dos indicadores, é possível prever que Curitiba somente não mudou a cor da bandeira por conta de outros fatores, como a redução no número de internados e também de mortes. Neste sábado (7), a taxa de ocupação dos leitos de UTI SUS exclusivas para a Covid-19 era de 71%.

Regionais

Segundo o painel da Covid-19, o Pinheirinho é a regional com maior incidência da doença. São 3.175 casos para casa 100 mil habitantes. Na sequência aparecem as regionais da Matriz (2.978) e CIC (2.734).