O Nota Paraná, programa da Secretaria de Estado da Fazenda, libera nesta sexta-feira (07) os créditos para quem colocou o CPF na nota fiscal nas compras do mês de maio. Serão pagos R$ 16,5 milhões em créditos, o dobro do valor distribuído no mês passado.

 

Foto: Reprodução/AEN

 

São R$ 14,9 milhões para consumidores com CPF identificado e R$ 1,6 milhão para entidades sem fins lucrativos. No total, 5,7 milhões de contribuintes pediram CPF na nota em maio e poderão fazer o resgate com depósito em conta-corrente ou optar por deixar o valor acumular para pagar o IPVA. Também serão beneficiadas este mês 1.304 entidades de todas as regiões do Estado que receberam a doação de notas fiscais por parte dos contribuintes.

RECUPERAÇÃO

Após a queda registrada devido à diminuição na atividade econômica como consequência da pandemia, o valor voltou a subir.  Em julho foram repassados R$ 8 milhões; em junho, R$ 8,5 milhões. Em maio o repasse havia sido de R$ 17 milhões; em abril, de R$ 19,3 milhões. Em março, com base nas compras feitas em dezembro de 2019, o valor chegou a R$ 32,3 milhões.

Desde que foi lançado, em agosto de 2015, o Nota Paraná já pagou R$ 1,9 bilhão entre créditos e prêmios.

A coordenadora do programa, a auditora fiscal Marta Gambini, diz que é fundamental pedir a nota fiscal em todas as compras, por menor que seja o valor, pois é na somatória de todas as transações que se forma a receita para aplicar em programas de saúde, segurança e educação. “E além de pôr o CPF na nota para receber créditos de volta e participar dos sorteios, o consumidor pode optar também por doar os créditos a uma instituição”.

CADASTRO

Para se cadastrar no Nota Paraná é só acessar o site www.notaparana.pr.gov.br clicar na opção “cadastre-se” e preencher os dados pessoais, como CPF, data de nascimento, nome completo, CEP e endereço para criação da senha pessoal. Para participar dos sorteios é preciso fazer adesão no site.

Toda primeira compra no mês gera um bilhete ao participante do programa para os sorteios mensais, independentemente do valor gasto nas compras. Depois, cada R$ 200,00 em notas fiscais dá direito a um novo bilhete, com validade apenas para o sorteio do seu respectivo período.