Foto: Colaboração Ticiana Durigan

 

O primeiro dia de funcionamento do ligeirão Santa Cândida/Praça do Japão é marcado por transtornos para os passageiros de ônibus e resultou em protesto no fim da tarde desta quarta-feira (28), na estação-tubo Moisés Marcondes, em Curitiba. De acordo com os passageiros, há uma sensação de que a implantação da nova linha provocou uma redução no tradicional Santa Cândida/Capão Raso, o que ocasionou longos tempos de espera.

“Essas mudanças deixaram uma situação muito complicada, tem gente esperando mais de meia hora por um ônibus. É um absurdo”, lamentou uma passageira.

Colaboração Ticiana Durigan

O protesto de passageiros foi realizado na Avenida João Gualberto e bloqueou a passagem de ônibus entre 16h55 e 17h20.

A Urbanização de Curitiba (Urbs) confirmou que atrasos estão acontecendo nesta quarta, mas garantiu que eles são resultado dos ajustes do primeiro dia. Como muitos passageiros ainda não conhecem as paradas da nova linha, a opção pelo Santa Cândida/Capão Raso também provocou superlotação nos ônibus. A prefeitura afirma que novas adequações serão feitas nos próximos dias.

“Estamos no primeiro dia. Um dia de ajustes sempre dá problemas. Cozinheiro novo às vezes erra no sal. Mas tudo funcionará bem. Vai melhorar”, garantiu o prefeito Rafael Greca.

Os oito pontos de embarque e desembarque do novo ligeirão são os terminais Santa Cândida, Cabral e Boa Vista e as estações Passeio Público, Central (Praça Santos Andrade), Eufrásio Correia, Oswaldo Cruz e Bento Viana (ponto final).

Notícia Relacionada: