(Foto: SMCS)

 

Ao contrário da grande maioria das cidades brasileiras, que realizam aumentos nas tarifas de transporte coletivo a cada ano, Araucária terá sua tarifa de transporte local reduzida pelo 2º ano consecutivo. O valor da tarifa cairá de R$ 2,90 para R$ 2,65 em março (data a ser divulgada). A integração gratuita nos Terminais da cidade com as linhas metropolitanas e a tarifa domingueira (gratuidade aos domingos) estão mantidas. Para a Prefeitura, os investimentos nesta área se justificam pelo caráter de serviço essencial e que tem impacto direto na qualidade de vida dos moradores.

O valor de R$ 2,65 será cobrado no acesso aos ônibus do Triar e nos terminais da cidade (Central e Angélica). Araucária só conseguiu reduzir a tarifa de transporte coletivo local porque, já em 2017, revisou contratos de transporte da área e conseguiu reduzir os custos. De acordo com a Superintendência de Transporte Coletivo de Araucária, até ano de 2016, o município bancava cerca de R$ 45 milhões por ano no transporte.

Hoje, contando com essa nova redução na tarifa e com os benefícios implantados desde 2017, o custo da Prefeitura para manter o sistema deve chegar a R$ cerca de 25 milhões. A nova redução na tarifa do transporte coletivo foi possível graças ao apoio da Câmara Municipal que devolveu recursos economizados em 2018. O projeto de lei que destina parte desses recursos para o transporte coletivo já está na Câmara.

Destaque – Araucária foi destaque nacional na imprensa em janeiro de 2017 por reduzir a passagem para R$ 2,90 e garantindo a integração gratuita com as linhas da região metropolitana. Até então, o valor interno do transporte coletivo era o mesmo da tarifa metropolitana: R$ 4,25. Junto a isso, a Prefeitura ainda garantiu a gratuidade de transporte a todos os estudantes de escolas públicas do município, da educação infantil ao ensino médio. O adulto que leva e busca a criança na escola também conta com gratuidade nas linhas do Triar.

Outro investimento no transporte coletivo local foi o sinal grátis de internet. Enquanto o usuário se desloca pela cidade, ele pode aproveitar o sinal de wi-fi gratuito para ler notícias, acessar e-mails, conversar via mensagens instantâneas, entre outros benefícios que a internet oferece.

Os investimentos da Prefeitura também ocorreram para melhorar o conforto de quem aguarda o ônibus. Estão sendo implantados 500 novos pontos de ônibus em diversas regiões da cidade. Além disso, houve reorganização de linhas e aumento da frota (com 5 novos ônibus) visando otimizar a logística de transporte e reduzir o tempo de espera. Duas novas linhas merecem destaque: a “Sistema Fiep” surgiu para melhorar o deslocamento de cerca de 600 pessoas ao dia para o Senai de Araucária. A outra nova linha é a “Circular Arvoredo”, um apoio importante e muito aguardado pelos moradores da região do Jardim Arvoredo.

Integração temporária – Outra boa notícia do transporte coletivo de Araucária é a possibilidade do usuário poder, mediante uso do cartão Triar, desembarcar e embarcar em uma outra de linha de ônibus sem precisar pagar nova tarifa e sem ir a um dos terminais da cidade. A integração temporal, que está em teste no momento, permite a gratuidade em até mais 2 ônibus (de linhas diferentes) durante o período de 1 hora após a utilização do cartão Triar no 1º veículo.

A novidade, na prática, faz com que um ponto de ônibus funcione como um terminal de integração. Segundo a Superintendência de Transporte Coletivo de Araucária, a integração temporal deve encurtar o tempo de deslocamento dos usuários pela cidade já que muitos poderão trocar de linha gratuitamente sem precisar ir aos terminais.


No tópico: RMC