Dez trabalhadoras do setor de limpeza, que venceram ou ainda lutam contra o câncer, participaram de um ensaio fotográfico chamado “Outubro Rosa é só o começo… Previna-se sempre” realizado pelo Siemaco (Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação de Curitiba). A sessão de fotos aconteceu, na manhã deste domingo (20), primeiramente em um estúdio e depois no Jardim Botânico, em Curitiba.

(Foto: Antônio Nascimento/Banda B)

O objetivo da ação é que, juntas, elas mostrem a beleza de viver e ajudem a conscientizar outras mulheres sobre a importância da prevenção da doença. “O câncer não é o fim e a principal mensagem da Campanha Outubro Rosa é que o mês é só uma referência para cuidados que tem que acompanhar as mulheres por toda vida”, disse Amélia Rodrigues Palhares, diretora do Siemaco.

A auxiliar de limpeza, Julia Cristina da Silva, de 49 anos, que descobriu o câncer em 2016, afirma que curou a doença com o apoio da família e a fé em Deus. “Em primeiro lugar nós temos que agradecer a Deus. O apoio da família é muito importante também e foi o que eu tive. Quando recebi o diagnóstico, lá em casa parecia que o mundo tinha desabado, mas eu dizia para eles que uma hora eu caio e que naquele momento eu iria precisar deles. O difícil é você se olhar no espelho e ver uma parte sua mutilada, mas você tem que lutar e não pode se entregar”, disse Julia.

Érica Gomes, de 40 anos, que trabalha como manicure e era esposa de um trabalhador do ramo de limpeza, precisou enfrentar a doença sem o apoio do marido, que sofreu um infarto durante o tratamento. “Eu descobri o câncer em 2017 e no começo o tratamento ia bem, mas em 2018 perdi meu esposo e foi muito mais difícil continuar o tratamento sem ele. Mas tive o apoio das minhas filhas e amigos”, contou a manicure que foi contratada por uma agência de modelos após vencer a doença.

“O câncer traz vida, dependendo do seu olhar e da sua maneira de enxergar a vida. Eu aprendi a me amar e comecei a postar muitas fotos nas redes sociais. Com isso, uma agência me convidou para ser modelo e hoje sou agenciada por eles”, revelou Érica.

A diretora do Siemaco de Londrina, Joana Paula de Souza, de 38 anos, foi diagnosticada com câncer de mama durante uma gravidez e tinha poucas chances de sobreviver, segundo o médico. “Eu descobri aos 19 anos, quando estava grávida de 5 meses, então não tive condições de fazer o tratamento por conta da gestação. O problema foi se agravando e apenas depois de minha bebê nascer prematura consegui fazer os procedimentos. O médico disse na época que seria uma em um milhão as minhas chances de vida”, disse Joana.

O fotógrafo Sossella, responsável pelo ensaio fotográfico, conta que foi emocionante realizar o trabalho e que as “trabalhadoras modelos” se entregaram com “verdade” para a sessão. “Foi emocionante ouvir algumas conversas delas aqui. Elas tem uma felicidade muito mais tocante que uma modelo profissional. Elas olham e sorriem com verdade, se divertem e brigam com verdade. É muito mais divertido”, disse Sossella.

Dia 31 de outubro, às 16h30, no encerramento da campanha outubro rosa, as fotos serão expostas na sede do sindicato após palestra sobre a saúde da mulher.

Exposição Fotográfica

Dia 31/10/2019 (quinta-feira)
16h30 – Sede do Siemaco
Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 826, São Francisco