O Ministério Público do Paraná (MP-PR) denunciou, nesta quinta-feira (7), por homicídio e por dirigir sem carteira de habilitação (CNH), o motorista embriagado que atropelou e matou o menino Marcelo Henrique Marques Jardim, de 3 anos. O caso aconteceu no dia 25 de outubro, no cruzamento das ruas Kloldi Jane Assis e Armelindo Peruzzo, no bairro Sítio Cercado, em Curitiba.

De acordo com o documento, Bruno Ventura “dirigiu o veículo Gol, em via pública, sem a devida permissão para dirigir ou habilitação, gerando perigo de dano”.

(Foto: Reprodução)

A denúncia indica também que o motorista assumiu o risco de provocar morte e aceitou “a possibilidade deste resultado, portanto, imbuído de dolo eventual, com capacidade psicomotora visivelmente alterada”.

O caso

O motorista do veículo Gol que atropelou e matou Marcelo Henrique, poderá ser indiciado por homicídio doloso; ou seja, com intenção de matar. Segundo a Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran), o condutor tem 24 anos e já possuía passagens por embriaguez, em 2017.

Ele foi preso em flagrante após ser reprovado no teste do bafômetro, apresentando o,23 mg/L (miligramas de álcool por litros de ar expelido dos pulmões), acima do permitido.

A criança foi reanimada durante 50 minutos por equipes de primeiros socorros, mas morreu no local.