A final da Libertadores da América, disputada entre Flamengo e River Plate no próximo sábado (20), promete lotar os bares do Paraná. De acordo com projeção da Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar), a expectativa é de movimento seja 60% maior que em sábados normais.

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

O presidente da Abrabar, Fábio Aguayo, diz que o momento é muito semelhante com a final da Libertadores de 2011, quando o país parou para ver Corinthians e Boca Juniors. “Faz tempo que eu não via um engajamento tão grande da categoria para criar um ambiente e receber os torcedores do Flamengo e também aqueles que vão secar o time brasileiro. Como o Flamengo é o time de maior torcida do Brasil e não vai a uma final há 38 anos, o que mais impressiona são as reservas e a procura para assistir o jogo”, explica.

A categoria espera que o jogo mobilize vários horários, a começar pelo almoço. “São pessoas que vão sair de casa ao meio dia e vão ficar até a noite, então vai girar muito a economia também com estacionamento e postos de combustíveis. É um clima importante que está sendo criado em todo o Paraná e a projeção é bastante positiva nesse momento de crise”, diz.

Coxa

Para domingo, também há uma expectativa de movimento grande nos bares de Curitiba, principalmente pelo jogo entre Coritiba e Bragantino, que pode garantir o acesso do verdão à elite do futebol brasileiro.

Aguayo diz que os eventos esportivos são ótimos para o setor. “Como é importante ver o entusiasmo, ainda mais nesse ano que não temos horário de verão. Felizmente temos esses eventos que ajudam a incendiar o povo”, concluiu.

O jogo do Coxa será no domingo (24), 16 horas.